O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Parque Biblioteca Fernando Botero / G Ateliers Architecture

Parque Biblioteca Fernando Botero / G Ateliers Architecture

Parque Biblioteca Fernando Botero / G Ateliers Architecture
Parque Biblioteca Fernando Botero / G Ateliers Architecture, © Orlando Garcia
© Orlando Garcia

San Crisóbal é uma comunidade localizada na parte ocidental dos morros da cidade de Medelin, ao longo do vale La Iguaná. Seu clima excepcional a converte em uma das principais fontes de produtos agrícolas, especialmente de flores, hortaliças e frutas da cidade.

© Orlando Garcia

O Parque Biblioteca Fernando Botero faz parte de um ambicioso Plano de Desenvolvimento na história de San Cristóbal, orientado a revitalizar seu centro urbano mediante a introdução de equipamentos culturais e de serviços, que contribuam a satisfazer as necessidades sociais mais urgentes de uma população predominantemente de baixa renda, há muito tempo marginalizada das políticas de inversão social por parte do Estado.

© Orlando Garcia

O “Genius Loci” deste território semi rural evidencia uma estreita relação com a paisagem. O relevo acidentado e a topografia íngreme de San Cristóbal geram uma morfologia particular no centro urbano que expõe as fachadas laterais de prédios e janelas dispostas aleatoriamente, produzindo uma interessante textura de “perfurações na cidade”. É por isso que a leitura das cavidades ou perfurações que enquadram a paisagem são a gênese para o planejamento do projeto arquitetônico.

© Orlando Garcia

Localizado no centro do povoado, o edifício toma forma de um volumoso, mas sereno corpo horizontal, ancorado à topografia. Suas proporções estabelecem uma condição de escala metropolitana na paisagem urbana e uma escala doméstica para o bairro. Sua implantação é consequente de uma dinâmica do tecido urbano, e cria pelo lado norte, uma avenida de pedestre em rastros de antigos caminhos, fortalecendo conexões com futuras equipamentos urbanos, e no lado sul, uma praça-terraço com ligação direta ao principal parque de San Cristóbal, emoldurando o acesso ao hall principal.

© Orlando Garcia

Apesar de sua linguagem sugere um contraste óbvio para a arquitetura espontânea e tradicional do local, suas fachadas interpretam e reproduzem características sutis do contexto, para gerar um diálogo amigável através de dobras de reprodução aleatória, fendas, cavidades e buracos.

Sua aparência monolítica e hermética contrasta com o interior esculpido, onde surpreendentes dimensões espaciais descobrem uma complexa anatomia de perspectivas e perfurações de luz e paisagem, que sempre estão presentes desde diversos ângulos e espaços internos do edifício.

© Orlando Garcia

O programa inclui Sala de Exibições, Teatro, Escola de Música, Café/Restaurante, Escola de Dança, Oficinas de Artes Plásticas, Salas Multiuso e Brinquedoteca. Todos estes espaços conectam-se entre si por interstícios de espaços públicos, corredores, corredores como galerias abertas que permitem apreciar exibições itinerantes.

Planta Primeiro Pavimento

A luz, a sombra e a penumbra têm um papel protagonista na composição física e atmosférica do interior do edifício. Todos os espaços são banhados pela luz que desce silenciosamente por meio de claraboias. Estes furos verticais igualmente estabelecem conexões visuais com os níveis mais elevados e revelam uma teia de relações espaciais que enriquecem o passeio através dos espaços. Apesar de todos os espaços receberem luz natural, seus limites, bordas e cantos desaparecem nas sombras.

Corte

A Biblioteca local do conhecimento e espaço de circulação dos saberes possui características de uma catedral. A nave central, como uma rua interna, ordena a distribuição dos espaços principais e secundários, desde o hall principal até as salas de leitura e produz uma constante mutação de escalas que definem o caráter particular de cada recinto. As salas de leitura são reproduzidas de maneira clássica, com prateleiras no perímetro, exceto nas aberturas que revelam a paisagem circundante.

© Orlando Garcia

A sala infantil de leitura desafia toda lógica racional e evoca um universo mágico e abstrato com cubos de cores suspensos desde o teto, onde luminárias em forma de fragmentos de céu com nuvens intensificam o surrealismo do espaço.

© Orlando Garcia

O teatro é um recinto de uma sobriedade imaculada, cuja atmosfera explode de uma forma alegórica com  o calor do tapete vermelho, emblema inconfundível do mundo maravilhoso e fascinante das artes cênicas.

O uso reduzido de materiais e acabamentos constrói uma ordem de austeridade e sobriedade. O material predominante é o reboco tradicional, que recobre os espaços e, apesar de sua textura rústica, a tonalidade escura imprime um caráter de sofisticação e elegância.

© Orlando Garcia

 

Ficha técnica:

  • Arquitetos:G Ateliers Architecture
  • Ano: 2009
  • Endereço: San Cristóbal, Medelin Antioquia Colombia
  • Tipo de projeto: Equipamento Urbano
  • Status:Construído
  • Materialidade: Pedra
  • Estrutura: Concreto
  • Localização: San Cristóbal, Medelin, Antioquia, Colombia
  • Implantação no terreno: Isolado

Equipe:

  1. Arquiteto Principal: Orlando Garcia
  2. Equipe de Projeto: Adriana Salazar

Sobre este escritório
Cita: Eduardo Souza. "Parque Biblioteca Fernando Botero / G Ateliers Architecture" 29 Out 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/78071/parque-biblioteca-fernando-botero-g-ateliers-architecture> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.