Concurso Público Nacional para o Complexo do Sistema Fecomércio - RS - 1° Lugar / Estúdio41

Concurso Público Nacional para o Complexo do Sistema Fecomércio - RS - 1° Lugar / Estúdio41

Vista Aérea do Conjunto

O homem transforma o meio ambiente, interfere na natureza produzindo espaços que abriguem suas atividades cotidianas. Provoca mudanças, constrói objetos, pensa em artifícios inseridos no ambiente natural. A presente intervenção sugere uma reflexão sobre a relação entre natureza e artifício, propondo edifícios que construam: artefato e paisagem, cobertura e relevo, abrigo e área aberta.

Um espaço onde trabalhar signifique qualidade de vida, rodeado por espaços de lazer, pensados para o contato com o ar livre. Lugar de convívio para aprender, ensinar e se encontrar. A presente proposta coloca-se como um modo de interpretar a relação entre o meio ambiente e a cidade, entre natureza e artifício.

Vista Aérea Centro Educacional e Centro de Eventos

Partindo do princípio de que os artefatos criados pelo homem transformam a paisagem; construindo ou destruindo os objetos presentes no espaço; entende-se a possibilidade de transformar a região onde se insere o conjunto edificado, criando lugares em que os artifícios produzidos pelo homem – os edifícios – se constituam numa extensão da natureza, estabelecendo assim uma relação amigável entre as edificações e os espaços abertos. De fato, uma intervenção do porte do Sistema Fecomércio tem o poder de renovar, induzir e qualificar seu entorno imediato. Entendendo a força dessa ideia, propõe-se que boa parte dos espaços projetados possa ser utilizada, além dos usuários e colaboradores, pela comunidade local.

Implantação

Identificam-se duas questões centrais na implantação do complexo do Sistema Fecomércio-RS. A primeira, de ordem programática, é a questão do fortalecimento da identidade institucional, através da construção de um referencial para a região. A segunda questão, ligada ao terreno, baseia-se na percepção do lugar como algo ambientalmente frágil e sensível em função da proximidade de ecossistemas como a bacia hidrográfica, sujeita a alagamentos, decorrentes dos problemas de drenagem da região. Torna-se necessário então agir em duas frentes:

- Interpretando o programa de necessidades como a possibilidade de invenção de um lugar – a Fecomércio – com forte identidade para a cidade e a comunidade local, construindo assim a ideia da instituição como espaço de congregação, convívio e socialização de seus usuários e colaboradores, independentemente de quantos edifícios ou nomes de instituições estão a ele conectados;

Perspectiva frontal Centro de Convivência e Centro Administrativo

- Propondo que os espaços de permanência de usuários, colaboradores e comunidade local estejam protegidos em uma cota mais elevada, preservando a ideia de segurança institucional mesmo habitando um terreno com as fragilidades descritas acima.

Para dar conta dessas questões, sugere-se então a criação de um edifício garagem horizontalizado, conformado como um “podium”, sobre o qual se apoiam os edifícios principais. Esse embasamento, além de abrigar os veículos, comporta também as áreas técnicas e de serviços do complexo, permitindo que os usos de longa permanência desfrutem de visuais generosas da paisagem da região e dos espaços abertos propostos. A cobertura dessa construção recebe tratamento paisagístico, prolongando-se até o parque proposto na porção Leste do terreno.

Vista do Centro Educacional

Trata-se da invenção de uma nova topografia – um relevo – gerando espaços livres para o uso das pessoas que aí trabalham, convivem e também para a comunidade local.

 

Ficha técnica:

  • Arquitetos:Estúdio41
  • Ano: 2011
  • Área construída: 150000 m²
  • Endereço: Av. Fernando Ferrari, s/n, Anchieta Porto Alegre, RS Brasil
  • Tipo de projeto: Institucional
  • Operação projetual:Projeto
  • Status:Concurso
  • Materialidade: Metal e Metal
  • Estrutura: Aço e Concreto
  • Localização: Av. Fernando Ferrari, s/n, Anchieta, Porto Alegre, RS, Brasil
  • Implantação no terreno: Isolado

Equipe:

  1. Arquitetos
  2. Emerson José Vidigal
  3. Eron Danilo Costin
  4. Fabio Henrique Faria
  5. João Gabriel de M. R. Cordeiro
  6. Dario Corrêa Durce.
  7. Equipe
  8. Lucas Roni de Lacerda
  9. Martin Kaufer Goic
  10. Moacir Zancopé Junior

Informação Complementar:

  1. Consultores
  2. Alessandro Filla Rosanelli

Text Message Html

Cita: Joanna Helm. "Concurso Público Nacional para o Complexo do Sistema Fecomércio - RS - 1° Lugar / Estúdio41" 11 Out 2011. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/01-3650/concurso-publico-nacional-para-o-complexo-do-sistema-fecomercio-rs-1-graus-lugar-estudio41> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.