O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Estruturas E Instalações
  4. Chile
  5. Rodrigo Cáceres Céspedes
  6. 2013
  7. Ciclismo Sem Fim / Rodrigo Cáceres Céspedes

Ciclismo Sem Fim / Rodrigo Cáceres Céspedes

  • 23:00 - 26 Março, 2014
  • Traduzido por Maria Julia Martins
Ciclismo Sem Fim / Rodrigo Cáceres Céspedes
Ciclismo Sem Fim / Rodrigo Cáceres Céspedes, © Patricia Albornoz Avendaño
© Patricia Albornoz Avendaño

© Patricia Albornoz Avendaño © Patricia Albornoz Avendaño © Patricia Albornoz Avendaño © Rodrigo Cáceres Céspedes + 42

  • Orientador

    Mauricio Ramírez Molina
  • Cálculos

    Prof. Patricio Lara Ditzel, Ingeniero Civil, Prof. Raúl Alcaíno Fuenzalida, Ingeniero Civil.
  • Inspeção Técnica de Obra

    Prof. Cristian Palma Valladares
  • Topógrafo

    Rafael Gutierrez Bustos, Ingeniero en Construcción.
  • Paricipantes Construção

    Jaime Bustos,Paulo Moya,Rafael Gutierrez, Carlos Kubat,Orlando Cáceres,Rodrigo Cáceres.
  • Custos

    5.179.522 pesos chilenos
  • Mais informações Menos informações
© Patricia Albornoz Avendaño
© Patricia Albornoz Avendaño

Um refúgio para a prática do ciclo-turismo no território.

"O desejo de praticar esportes no território, neste caso ciclismo de montanha, foi a motivação para a concepção de uma instalação itinerante para maximizar a experiência de andar ao ar livre, seja na forma de passatempo, treino, competição ou turismo. Esta instalação é o protótipo de um paraíso para os ciclistas, adequada para um determinado território: Vale Central do Chile.

Como parte de uma hipótese a ser validada ao longo do tempo, esta instalação também permitiu prototipar uma nova atividade, que metaforicamente chamei de "Ciclismo Sem Fim". No contexto global e, tendo em vista o desenvolvimento, o Chile não quer ser só mineração e agronegócio, mas também turismo. Para atingir este objetivo precisa inovar, propondo novas formas de desfrutar e operar economicamente o território.

© Patricia Albornoz Avendaño
© Patricia Albornoz Avendaño

Projeto

O projeto é parte do Trabalho de Conclusão de Curso da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Talca, que inclui uma atividade esportiva, recreativa, um território, uma instalação e um serviço (cuja síntese é uma "experiência") que resultou em uma oportunidade de empreendimento pessoal em uma fronteira difusa entre a indústria do turismo e indústria do esporte.

© Patricia Albornoz Avendaño
© Patricia Albornoz Avendaño

Aqui a mistura permite construir a experiência: imagine um grupo de ciclistas e sua capacidade de se mover continuamente, sem a necessidade de voltar ao ponto de partida no mesmo dia; some a um território com um tamanho e uma diversidade que pode fazer o grupo de ciclistas passar por diversas paisagens e situações diferentes no mesmo dia ou em vários dias; adicione uma instalação para servir de ponto de partida e meta, mas também como lugar de descanso e encontro; junte tudo com uma simples, mas eficaz, logística de projeto, que faça com que o grupo de ciclistas voltem a cada outono, primavera ou no verão para viajar pelo país durante a prática do esporte ou para turismo. Assim, essa experiência é diferente do ponto de vista: do atleta, onde o território se transforma em uma complexa trilha de treino que tem como cenário de fundo a paisagem do vale; o turista, que percorre o território sentindo o sol, o vento e a paisagem a partir de um novo ângulo e uma nova velocidade.

© Patricia Albornoz Avendaño
© Patricia Albornoz Avendaño

Abordagens

Como uma primeira abordagem, surge a idéia de colocar uma marca singular no território, visando não só trazer à tona as diversas viagens feitas por ciclistas, mas acima de tudo, trazer uma atividade nova e mostrar novas formas de desfrutar dessa paisagem.

Sistema
Sistema

A segunda abordagem envolve as grandes distâncias percorridas de bicicleta e cria a necessidade de ter uma instalação que amorteça o final do dia e proporcione descanso e, em seguida, o começo de um novo desafio.

A terceira abordagem sugere transportabilidade. Deve ser uma estrutura que sua escala seja mais confortável do que uma barraca, mas portátil o suficiente para ser montada e desmontada  por uma pequena equipe de pessoas.

© Patricia Albornoz Avendaño
© Patricia Albornoz Avendaño

A quarta abordagem visa a maximização de estar na paisagem. O protótipo deve agir em parte como uma barraca, albergue ou intervenção não só para ver a paisagem, mas para criar um lugar nele.

A quinta abordagem baseia-se na criação de um sistema. Vários protótipos podem ajudar a criar pontos suficientes para uma topologia de tal forma que vários grupos de ciclistas possam viajar simultaneamente no território, que maximiza a sua presença como um esporte, lazer ou turismo.

© Patricia Albornoz Avendaño
© Patricia Albornoz Avendaño

Protótipo

Um paralelepípedo deformado progressivamente através de várias operações explica a forma. A quebra na planta e a adição de alguns planos têm a intenção de definir funções e mostrar o acesso, as bicicletas armazenados e um grande espaço de descanso e mirante. A pele dupla tem uma função climática e também captura a luz, mostrando a paisagem.

A combinação de peças de aço e de alumínio para a estrutura facilita a montagem do sistema e proporciona a resistência estrutural necessária para suportar o próprio peso e as cargas e forças do vento.

© Rodrigo Cáceres Céspedes
© Rodrigo Cáceres Céspedes

As faces maiores e de menor volume, em forma de triângulos, visam alcançar mais vértices e planos definidos e retos, resultando na textura geral da fachada. Foram adicionados dois deslizes ajustáveis ​​que permitem que o volume seja instalado em terrenos planos e inclinados, ampliando, assim, os lugares onde os pontos fazem detenção e maximizando a possibilidade de posicionar a instalação em pontos com melhores vistas.

A estrutura possui uma pequena mesa, corrimãos contínuos, um sistema simples de suspensão vertical de bicicletas, prateleiras de madeira com rodas para colocar os sacos de dormir e uma camada interna modulada em listras verticais que permite configurar livremente o espaço interno para dormir, descansar, comer e compartilhar o final de cada jornada de ciclismo.

© Rodrigo Cáceres Céspedes
© Rodrigo Cáceres Céspedes

Sustentabilidade

Incluímos um sistema de geração de energia elétrica pela fricção do pedalar, que acoplado a um alternador e bateria pode fornecer energia para alguns pontos de iluminação com LED. A água é armazenada no tanque de armazenagem e transportada para o ponto de distribuição por ação da gravidade. Um chuveiro solar de 18 litros fornece o mínimo necessário para um banho com água quente. A água cinzenta e os resíduos se acumulam em outros recipientes para descarte em locais adequados.

© Patricia Albornoz Avendaño
© Patricia Albornoz Avendaño

Também aplicamos a sustentabilidade na logística através da organização de uma rede de colaboradores. Recorrendo aos moradores da área que são habilitados como empreendedores do turismo rural ou dispostos a realizar tal função, ajuda a reduzir o transporte e preparação de alimentos, água e outros elementos necessários para a experiência, enquanto é gerada uma receita para eles, permitindo que construam relacionamentos produtivos de negócios.

Texto: Rodrigo Cáceres e Mauricio Ramírez Molina

Planta
Planta

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Ciclismo Sem Fim / Rodrigo Cáceres Céspedes" [Ciclismo Sin Fin / Rodrigo Cáceres Céspedes] 26 Mar 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Martins, Maria Julia) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/185850/ciclismo-sem-fim-slash-rodrigo-caceres-cespedes> ISSN 0719-8906