O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Cemitério
  4. Itália
  5. Andrea Dragoni
  6. 2011
  7. Ampliação do Cemitério Gubbio / Andrea Dragoni + Francesco Pes

Remodelaçao

Apresentado por the MINI Clubman

Ampliação do Cemitério Gubbio / Andrea Dragoni + Francesco Pes

Ampliação do Cemitério Gubbio / Andrea Dragoni + Francesco Pes
Ampliação do Cemitério Gubbio / Andrea Dragoni + Francesco Pes , © Alessandra Chemollo_ORCH
© Alessandra Chemollo_ORCH

© Alessandra Chemollo_ORCH © Alessandra Chemollo_ORCH © Alessandra Chemollo_ORCH © Alessandra Chemollo_ORCH + 30

  • Projeto Estrutural

    Giuseppe Artegiani, Marco Bacchi
  • Artistas

    Sauro Cardinali, Nicola Renzi
  • Projeto dos Planos

    Italprogetti (Moreno Dorillo, Elvisio Regni)
  • Coordenação de Segurança

    Claudio Pannacci
  • Diretor de Trabalhos

    Francesco Pes, Paolo Bottegoni
  • Modelo

    Giuseppe Fioroni
  • Cliente

    Comune di Gubbio
  • Mais informações Menos informações
© Alessandra Chemollo_ORCH
© Alessandra Chemollo_ORCH

Descrição enviada pela equipe de projeto. O alargamento do cemitério Gubbio é o resultado de estudos de um novo modelo de edifício público. Por um lado, desenvolveu-se a última fase de crescimento do cemitério monumental em Gubbio, uma das cidades medievais mais importantes da Itália. Por outro lado, pretende-se redefinir o seu significado e sua centralidade no interior da estrutura da cidade.

© Massimo Marini
© Massimo Marini

O plano está em uma estrutura urbana que consiste em blocos estereométricos lineares dispostos de uma maneira que refletem os layouts rurais que caracterizam a paisagem circundante e a cidade histórica.

Implantação
Implantação

Este conceito de assentamento urbano é enfatizada pela inclusão de grandes recintos quadrados projetados para serem espaços abertos que fornecem a estrutura com um ritmo espacial.

© Alessandra Chemollo_ORCH
© Alessandra Chemollo_ORCH

Estes espaços foram inspirados pelos Skyspaces de James Turrell e são projetados para serem agradáveis ​​espaços públicos, independentemente do cemitério, oferecendo uma oportunidade para fazer uma pausa e refletir. Estes são "quadrados" de silêncio cúbicos com tetos abertos que evocam as janelas abertas para o céu.

Corte FF
Corte FF

O céu, portanto, é enquadrado e abre a mente para o reino do invisível, permitindo vislumbrar e pensar em abandonar a gravidade da Mãe Terra e alcançar uma dimensão mais aérea e espiritual.

© Alessandra Chemollo_ORCH
© Alessandra Chemollo_ORCH

Esta relação com o céu tem a intenção de definir o espaço que também é o tempo, de tal forma que você pode encontrar-se de novo, um espaço que empurra o horizonte para cima como uma metáfora dos limites do céu, o último horizonte da nossa vida em uma cidade moderna. Ao mesmo tempo, abrindo-se para o céu, ele re-interpreta a janela de Leon Battista Alberti, uma janela que é como um limite, imaginada pelo grande arquiteto renascentista como o único artifício arquitetônico capaz de "infundir a tranquilidade" evocada pelo vazio celestial que, descendo do alto, nos leva de volta para o estado imperturbável da alma, sem o qual a superação das adversidades da vida é impossível.

Corte EE
Corte EE

A atmosfera dessas "Praças de silêncio" é feita de maneira mais sugestiva com uma série de instalações artísitcas permanentes localizadas especificamente, que captam os efeitos de mudança de luz e sombra do amanhecer ao anoitecer. Estas instalações foram criadas por dois importantes artistas italianos (Sauro Cardinali e Nicola Renzi), com quem começamos a colaboração durante a fase inicial do projeto.

© Alessandra Chemollo_ORCH
© Alessandra Chemollo_ORCH

Esta contribuição, fortemente ligada à arquitetura, ajuda a definir um novo espaço para o silêncio e a meditação dentro da cidade.

© Alessandra Chemollo_ORCH
© Alessandra Chemollo_ORCH

William Richard Lethaby disse que os seres humanos não podem compreender o mundo como um todo. Eles devem primeiro afastar-se dele, e só depois de ter alcançado esse desprendimento eles podem alcançar o entendimento.

© Alessandra Chemollo_ORCH
© Alessandra Chemollo_ORCH

Neste sentido, uma construção pode ser considerada como um modelo do mundo, que representa uma ordem que não podemos experimentar diretamente no mundo, mas, ao mesmo tempo, torna perceptível, dentro dos limites de um edifício, o qual existe no mundo.

Ver a galeria completa

Localização do Projeto

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Ampliação do Cemitério Gubbio / Andrea Dragoni + Francesco Pes " [Extension of Gubbio Cemetery / Andrea Dragoni + Francesco Pes ] 18 Jan 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Márquez, Leonardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/169035/ampliacao-do-cemiterio-gubbio-slash-andrea-dragoni-plus-francesco-pes> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.