Edifício 2722 / Daniel Martín Cornejo

Edifício 2722 / Daniel Martín Cornejo

© Antonio Arévalo© Antonio Arévalo© Antonio Arévalo© Antonio Arévalo+ 38

  • Colaboradores:Jaime Martínez (estructura) y Lamazeta Estudio de Arquitectura.
  • Projeto E Direção De Obra:Ricardo Sanz Saiz – ICCP – obra civil – ISDEFE
  • Assistência Técnica:TYPSA
  • Materiais:Estrutura de concreto e aço, fechamentos cerâmico e revestimento de argamassa
  • Construtora:FCC Construcción
  • Promotor:Armada Española
  • País:Espanha
Mais informaçõesMenos informações
© Antonio Arévalo
© Antonio Arévalo

Descrição enviada pela equipe de projeto. O novo edifício 2722 é uma construção auxiliar do novo molhe para pequenas embarcações da Base Naval de Rota (Cádiz - Espanha), e abriga os escritórios de manutenção e segurança das Marinhas da Espanha e da EEUU. A edificação propõe repensar a complexidade funcional e representativa da Base Naval de Rota.

© Antonio Arévalo
© Antonio Arévalo

Diferentes porém iguais

O edifício apresenta duas partes iguais e simétricas para dois usuários distintos (Armada Espanhola e Marinha da EEUU). O programa se desenvolve a partir do térreo, destinado a vestiários e almoxarifados, e continua em direção aos pavimento superiores que abrigam os escritórios. Esta continuidade se reflete formalmente através de um gesto de elevação que, por sua vez, abre espaço para o térreo da outra metade do edifício em um gesto de entrelaçamento

© Antonio Arévalo
© Antonio Arévalo

Trata-se de duas peças longitudinais entrelaçadas, conformando entre as duas um pátio. Cada porção tem aproximadamente 30 metros de comprimento e 6 metros de largura. As coberturas simétricas se desenvolvem em um plano inclinado - cerca de 20% - com o ponto mais baixo na altura de 2,65 m e o mais alto a 8,19 m. 

© Antonio Arévalo
© Antonio Arévalo

Para o revestimento externo do edifício buscou-se passar uma imagem abstrata, fazendo alusão aos navios de guerra atracados na zona portuária. Materialmente, as duas metades foram diferenciadas através da cor e textura; o revestimento de ambas as coberturas foi pintado da mesma cor do volume construído, constituindo, assim, peças claramente diferenciadas.

© Antonio Arévalo
© Antonio Arévalo

No térreo se distinguem dois usos: um almoxarifado para armazenamento de materiais e que conta com um acesso independente, com banheiros e vestiários; e uma pequena guarita e sala de instalações. A separação  de ambos os programas se dá no saguão de entrada, de onde partem as escadas para os pavimentos superiores de escritórios. 

© Antonio Arévalo
© Antonio Arévalo

O restante dos espaços do térreo, sob o mezanino, funcionam como áreas de passagem e acesso ao edifício, formando um trajeto em espiral desde o exterior até os espaços internos.

Planta
Planta

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Edifício 2722 / Daniel Martín Cornejo" [Edificio 2722 / Daniel Martín Cornejo] 09 Dez 2013. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/01-158382/edificio-2722-slash-daniel-martin-cornejo> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.