O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Concursos
  3. Primeiro Lugar no Concurso Nacional de Anteprojetos Prédio Federal Mendoza

Primeiro Lugar no Concurso Nacional de Anteprojetos Prédio Federal Mendoza

Primeiro Lugar no Concurso Nacional de Anteprojetos Prédio Federal Mendoza
Primeiro Lugar no Concurso Nacional de Anteprojetos Prédio Federal Mendoza, Cortesia de Equipe Primeiro Lugar
Cortesia de Equipe Primeiro Lugar

O governo da Província de Mendoza lançou o Concurso Nacional de Anteprojetos Prédio Federal Mendoza, em um terreno que pertence ao Parque Metropolitano do departamento de Maipú. Com o atual desenvolvimento e crescimento industrial e tecnológico, nacional e internacional, surge a necessidade de um espaço com equipamentos e infraestrutura para realizar convenções, exposições e intercâmbio de tecnologia, localizado em um ponto estratégico com boa acessibilidade a partir de todos os pontos da província.

A localização do terreno destinado ao Prédio Federal possui acessibilidade, clima ameno, vistas panorâmicas para a paisagem natural e um grande potencial para atender as necessidades de crescimento atuais que a província necessita para um desenvolvimento crescente e sustentável. Motiva este concurso o constante crescimento da indústria, principalmente de vinhos e oliveiras, e com sua implementação busca-se gerar um espaço que inclua o assentamento e desenvolvimento de outras importantes indústrias, principalmente da Província de Mendoza.

Atualmente o projeto se encontra na fase de Projeto Executivo. A seguir apresentamos o projeto vencedor, liderado pelo arquiteto Mario Cores.

Cortesia de Equipe Primeiro Lugar
Cortesia de Equipe Primeiro Lugar

Descrição dos vencedores. A construção de um edifício das dimensões do Recinto Mendoza significa sempre um feito singular dentro o tecido urbano. Nas palavras de Aldo Rossi, se as residências são o tecido, estes edifícios significam os monumentos. Ao abordarmos o projeto do Recinto, dentro da área denominada Parque Metropolitano e o futuro Teatro, pensamos que o projeto deveria construir a cidade e não ser um objeto singular em meio a uma área verde. Esta construção de cidade foi abordada através de um projeto modular repetitivo, como quarteirões dispostos ao longo de uma rua pública de pedestres de direção leste-oeste. Estes módulos são compostos por um recinto coberto e uma área aberta. Os espaços cobertos são principalmente os salões de expositivos fechados, e os espaços abertos são os locais de exposição ao ar livre.

Cortesia de Equipe Primeiro Lugar
Cortesia de Equipe Primeiro Lugar

Sobre esta rua para pedestres localizamos os restaurantes, banheiros públicos e as entradas principais de cada espaço de exposições, aberto ou fechado. Como articulação entre o setor residencial localizado sobre a rua e o Recinto mantivemos o parque linear que propõem as babes, mas formando parte de um parque maior que abraça todo o edifício. Este parque atua como fole entre as habitações do bairro Cóndor e Andes e o Recinto, tornando a transição urbana entre eles mais amigável.

Cortesia de Equipe Primeiro Lugar
Cortesia de Equipe Primeiro Lugar

Ao mesmo tempo mantivemos o setor das oliveiras como parte da sequência de parques. Sobre a rua Los Artesanos, localizamos uma sequência que se inicia com a grande praça de entrada, que contém a torre que atua como monte do recinto. Segue um setor muito arborizado, equipado com bancos, áreas de jogos para crianças e espelhos d'água, que desemboca no setor das oliveiras, onde se prevê colocar a área de estacionamento. Estes estacionamentos, arborizados, são servidos pela nova rua proposta pelas bases que irá unir a rua Los Artesanos à rua paralela a Arenales. Sobre esta nova rua, que se abre e que separa o setor das Oliveiras do próprio recinto, localizamos a área de carga e descarga, de fácil acesso.

SISTEMAS DE CIRCULAÇÃO. Na ideia de construir cidade prevemos duas situações básicas:

Cortesia de Equipe Primeiro Lugar
Cortesia de Equipe Primeiro Lugar

OS DIAS DE FEIRA:

O recinto se fecha criando um grande espaço expositivo fechado e ao ar livre nas superfícies que constituem as bases articuladas pela rua de pedestres (eixo leste-oeste).

Cortesia de Equipe Primeiro Lugar
Cortesia de Equipe Primeiro Lugar

OS DIAS SEM FEIRA:

O único que se mantem fechado são as naves (salões expositivos), deixando todos os outros espaços abertos de circulação livre para os cidadãos. A rua de pedestres irá manter os restaurantes e banheiros públicos abertos. Os espaços expositivos ao ar livre se convertem em praças de usos múltiplos, esportivos, estar, etc. Também poderá habilitar-se o palácio de congressos, ativo durante todo o ano, bem como a administração e direção da Feira que poderá também funcionar durante todo o ano. Este uso duplo do recinto faz com que quando não há feiras continue sendo um espaço ativo da cidade, principalmente a rua de pedestres com os restaurantes e o palácio de congressos que garantem este uso contínuo e sua integração à vida da cidade.

Cortesia de Equipe Primeiro Lugar
Cortesia de Equipe Primeiro Lugar

Dentro desta nave aparecem os espaços fechados, o salão expositivo de 5000 m² (100 x 50), um restaurante e os banheiros públicos de 459 m² (15 x 30 m). Estes módulos se sucedem seguindo uma alternância para configurar as praças de exposição ao ar livre. Ao fazê-lo, vão criando a rua de pedestres com uma largura de 15 m, que entre o salão e o restaurante chegam a 30 m. As fachadas longitudinais tem um envidraçamento contínuo até os 3 m de altura e a seguir são de cristal U-glass com câmara, o que ao mesmo tempo garante o isolamento térmico e produz grande luminosidade interna. Por ser um cristal Opal, não há necessidade de manutenção ou limpeza. Outra vantagem do U-glass é sua resistência ao impacto e que em caso de ruptura, só é substituída uma peça de 26 cm de largura.

Cortesia de Equipe Primeiro Lugar
Cortesia de Equipe Primeiro Lugar

O jogo de alternâncias que fizemos, além de criar as praças expositivas, cria um conjunto formalmente muito dinâmico ao mesmo tempo em que reduz a escala do edifício de acordo com o entorno. O edifício é visto como um conjunto de cinco edifícios que se alternam com os espaços abertos.

ETAPAS

Cortesia de Equipe Primeiro Lugar
Cortesia de Equipe Primeiro Lugar

Este sistema projetual tipológico permite estabelecer um desenvolvimento do conjunto por etapas. A construção em etapas possui a vantagem que em qualquer uma das quatro etapas propostas, o edifício terá uma imagem acabada, sem provocar a visão de "estado em construção".

Cortesia de Equipe Primeiro Lugar
Cortesia de Equipe Primeiro Lugar

1º FASE: O projeto se iniciará com a construção dos módulos básicos. O módulo do Palácio de Congressos, os acessos, a administração e um módulo de salão expositivo fechado e ao ar livre. Entretanto, esta primeira etapa poderia ser dividida em duas fases, iniciando somente o Palácio de Congressos e a administração.
2º FASE E 3º FASE: Um módulo básico seria agregado ao conjunto, ou seja, um salão expositivo coberto, um espaço expositivo ao ar livre, um restaurante e um núcleo de banheiros.
4º FASE: Seria concluída a totalidade de superfície exigida nas bases do concurso, construindo o último módulo expositivo, deixando aberta a possibilidade de uma 5º FASE DE CRESCIMENTO, que não existe nas bases, mas que com o sistema tipológico proposto poderia ser executada, proporcionando mais um módulo ao complexo.

A modulação permite saber o orçamento de cada etapa, e poder prever o valor de cada fase. Os estacionamentos também poderiam se adequar a este processo de construção por etapas, executando-se de forma diferente as diversas áreas previstas no projeto.

A área do terreno inicialmente não utilizada poderá ser considerada como área verde e/ou área expositiva ao ar livre. O parque linear, a atuação das áreas verdes da entrada, junto à praça de acesso, poderiam ser incluídas na primeira etapa.

primer lugar

Competição : Concurso Nacional de Anteproyectos Predio Ferial Mendoza
Premio : Primer Lugar
Projeto :
Autores : Mario Corea Aiello, Eugenio Tioni, Marcelo Ranzini, GEA Ingenieros Pedro A. Gea, PGI Grup Ingenieros de Instalaciones y Asesoría en Sustentabilidad, Arq. Alba Casanovas, Arq. Jaime Fernández, David Pérez Martí

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Constanza Cabezas
Autor
Cita: Cabezas, Constanza. "Primeiro Lugar no Concurso Nacional de Anteprojetos Prédio Federal Mendoza" [Primer Lugar Concurso Nacional de Anteproyectos Predio Ferial Mendoza] 06 Dez 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Marcon, Naiane) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/157537/primeiro-lugar-no-concurso-nacional-de-anteprojetos-predio-federal-mendoza> ISSN 0719-8906