O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Japão
  5. Takeru Shoji Architects
  6. 2013
  7. Casa-Pátio em Jardim de Pessegueiros / Takeru Shoji Architects

Casa-Pátio em Jardim de Pessegueiros / Takeru Shoji Architects

  • 11:30 - 25 Novembro, 2013
  • Traduzido por Pedro Vada
Casa-Pátio em Jardim de Pessegueiros / Takeru Shoji Architects
Casa-Pátio em Jardim de Pessegueiros / Takeru Shoji Architects, © Murai Isamu
© Murai Isamu

© Murai Isamu © Murai Isamu © Murai Isamu © Murai Isamu + 15

© Murai Isamu
© Murai Isamu

Descrição enviada pela equipe de projeto. Essa é uma residência privada para uma família de três pessoas, construída em uma paisagem muito particular no subúrbio de Niigata, Japão. A casa está situada na esquina de um jardim de pessegueiros, entre um interior histórico de vilas de fazendas, ao longo do rio Nakanokuchi e de uma rodovia de tráfego pesado que corre toda província de Niigata.

© Murai Isamu
© Murai Isamu

O contexto cria marcantes, mas de maneira bem menos respeitosa, justaposições entre os arrogantes outdoors e lojas ao longo da rodovia e do delicado meio ambiente da vila, composta por  armazéns vernaculares japoneses chamados “Kura” e casas cercadas de vegetação proveniente das cercas-vivas. Há também justaposições mais sensíveis, como a combinação entre flores sazonais e pêssegos em contraste aos carros barulhentos e em alta velocidade na rodovia. Todas estas questões ambientais, que normalmente são apreciadas quando longe uma da outra, estão incoerentemente situadas nessa mesma área.

© Murai Isamu
© Murai Isamu

Yobitsugi como método de projeto.
Temos confrontado de forma crítica um problema atual da paisagem suburbana ao aceitar a incoerência, observando atentamente este aspecto e reagindo a ele de forma precisa. Consequentemente o processo de design foca-se naturalmente em editar a configuração espacial de todas as partes da vida em relação ao meio ambiente fragmentado. Esta abordagem tornou-se extremamente semelhante ao que chamamos de "Yobitsugi" na tradição japonesa, que é a reconstituição de potes de chá a partir de fragmentos de cerâmica quebrada, expressando a beleza da vida animada.

© Murai Isamu
© Murai Isamu

O pátio como elemento unificador
A tipologia do pátio, especialmente nesse local, funciona como um aparato de união entre o meio ambiente fragmentado. No piso térreo, três volumes principais acomodam independentemente a sala de chá, closet e uma sala individual, criando um pátio com distância razoável do exterior.

© Murai Isamu
© Murai Isamu

Entrada, passagem em direção à sala de chá, dormitório principal e espaço de estudo foram planejados entre os três volumes principais e cobertos com um grande volume posicionado no primeiro pavimento. É bastante ambíguo que esses espaços intermediários sejam concebidos hora como ambiente interno hora como externo, no entanto, geram o máximo de conforto possível em uma região sujeita a fortes nevascas.

Planta
Planta

A tipologia do pátio e a ambiguidade dos espaços intermediários trazem vida ao jardim de pessegueiros - uma conexão perfeita entre este e a rodovia, e ao mesmo tempo certa separação do ambiente indesejável de beira da estrada.

© Murai Isamu
© Murai Isamu

Yakisugi como uma materialidade para comunicação 
A materialidade da parede exterior é particularmente importante aqui, porque tem um sentido popular significativo que coincide com a interação entre a comunidade local e a casa. A fachada é coberta com tábuas carbonizadas de cedro japonês chamadas "Yakisugi", comumente utilizadas para revestimento exterior no Japão, especialmente por ser a prova de fogo e de fácil preservação. A parede Yakisugi não é tão aleatória como nos pode parecer à primeira vista. Placas Yakisugi são regulares e sistematicamente organizadas com quatro tipos de larguras: 80 mm, 105 mm, 150 mm e 210 mm, além de serem fixadas com sarrafos disponíveis em três tipos de espessura: 12 mm, 24 mm e 36 mm.

© Murai Isamu
© Murai Isamu

A textura irregular da parede Yakisugi cria intervalos de sombra variáveis ao longo do dia, além de belos padrões e contrastes marcantes no inverno, entre a neve branca e o Yakisugi preto. Hoje, alunos de uma escola primária nos arredores divertem-se com as irregularidades da parede Yakisugi, contando o número de ripas durante suas viagens diárias à escola.

© Murai Isamu
© Murai Isamu

A Casa no Jardim de Pessegueiros tem como objetivo estabelecer uma possível forma de comunicação, atividade e, eventualmente, vida através do diálogo com o meio ambiente. Entusiasmo nas mudanças e redescoberta da vida virão da transformação desse local incoerente em um conjunto espacial, promovendo um diálogo com o meio ambiente, assim como "Yobitsugi”.

Corte
Corte
Cita: "Casa-Pátio em Jardim de Pessegueiros / Takeru Shoji Architects" [Courtyard House in Peach Garden / Takeru Shoji Architects] 25 Nov 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Vada, Pedro) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/155413/casa-patio-em-jardim-de-pessegueiros-slash-takeru-shoji-architects> ISSN 0719-8906