O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Instalações Médicas
  4. Estados Unidos
  5. Cannon Design
  6. 2012
  7. Indiana University Health / Cannon Design

Indiana University Health / Cannon Design

Indiana University Health / Cannon Design
© James Steinkamp
© James Steinkamp

© James Steinkamp ©  Christopher Barrett  © James Steinkamp © James Steinkamp + 13

  • Arquitetos

  • Localização

    355 West 16th Street, Indianapolis, IN 46202, USA
  • Área

    270000.0 m2
  • Ano do projeto

    2012
© James Steinkamp
© James Steinkamp

Descrição enviada pela equipe de projeto. Reconhecendo a necessidade de consolidar seus serviços neurológicos em um único lugar, a Indiana University Health Center of Excellence combina os recursos da neurociência de uma parceria de longa data entra a Indiana University Health e a Indiana University School of Medicine, resultando em uma abordagem integrada para a mais abrangente e melhor coordenada assistência ao paciente neurológico. O Centro oferece acesso mais fácil e rápido aos melhores especialistas em neurociências, o mais recente em avanços clínicos e as opções de tratamento mais avançadas para distúrbios neurológicos da doença de Alzheimer, tumores cerebrais, medulas, convulsões e derrames.

© James Steinkamp
© James Steinkamp

Projetado para traduzir pesquisas de ponta em neurociência no melhor e mais avançado tratamento de pacientes, seis níveis, 270.000 m2, o Indiana University Health, é inspirado na organização bicameral da cérebro humano, onde ao norte do Centro está o "racional", funções clínicas e de apoio; o sul é mais "emocional", onde as funções são de tratamento dos pacientes; o oeste, funções de colaboração, tão vitais para a pesquisa. Criando uma comunidade de edifícios ao longo do tempo, o projeto consiste em cuidados de saúde, estacionamento, pesquisa e jardins.    

© James Steinkamp
© James Steinkamp

Distorções que lembram eletroencefalogramas, a fachada norte é marcada por linhas que mostra a entrada. A fachada oeste apresenta uma forma escultural inspirada na forma de neurônios. O interior incorpora também a geometria, cor e imagens de pesquisas da neurociência, incluindo padrões que imitam formas celulares e blocos coloridos inspirados na vibração dos exames de ressonância magnética. As janelas dispostas em um padrão visualmente atraente, no térreo, criam uma presença convidativa aos pedestres.

© James Steinkamp
© James Steinkamp

Para transmitir a abertura e a conectividade, uma grande parte do edifício é de vidro, com espaços públicos e de circulação no perímetro e com salas de exames e procedimentos no centro. Para assegurar uma estratégia de alto desempenho equilibrado, foi empregada uma combinação de revestimentos, texturas e sombreamento externo.

© James Steinkamp
© James Steinkamp

Além de um ambiente físico realmente confortável para os pacientes e funcionários, o edifício tem uma disposição na planta  e infraestrutura flexíveis e modulares, projetados para maximizar a capacidade de adaptação à rápida evolução das tecnologias e iniciativas de investigação. Médicos e funcionários tem acesso excepcional à luz natural, aos espaços colaborativos e aos pacientes. O alto nível de conexão entre os pacientes e os pesquisadores apoia e incentiva a colaboração profissional e mostra o compromisso da instituição com o atendimento e a pesquisa. O o edifício está conectado ao estacionamento de 900 vagas com um estrutura que contribui ainda mais com a satisfação e o conforto do paciente. 

© James Steinkamp
© James Steinkamp

CERTIFICAÇÃO LEED GOLD  - Localizado imediatamente adjacente a uma via expressa, mas longe do campus, a área maximiza a visibilidade do edifício das estradas e cria um espaço para pessoas em uma boa escala. O pátio em forma de U com vegetação nativa e biovaletas foram criados para drenar a água da chuva, assim como os caminhos e os espaços de descanso. 

©  Christopher Barrett 
©  Christopher Barrett 

A estratégia de design sustentável inclui uma luz natural abundante que contribui inclusive para o ambiente de cura. Distribuição do ar frio, permitindo que equipamentos menores, reduzindo a velocidade da máquina, aumentando o espaço utilizável e criando um ambiente mais flexível e com eficiência energética.

©  Christopher Barrett 
©  Christopher Barrett 

Além disso, as bombas de distribuição de água fria foram cuidadosamente dimensionada para minimizar o consumo de energia. A redução da energia na iluminação foi o foco principal, do interior do edifício até o estacionamento, que utiliza 66% a menos de um estacionamento típico do mesmo tamanho. Estas e outras medidas reduziram o consumo de energia em 20,85% abaixo do valor ASHRAE e ajudou a alcançar a certificação LEED GOLD

Ver a galeria completa

Localização do Projeto

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Indiana University Health / Cannon Design" [Indiana University Health / Cannon Design] 07 Abr 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Helm, Joanna) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/107134/indiana-university-health-slash-cannon-design> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.