O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Suíça
  5. Frei + Saarinen
  6. 2012
  7. R House / Frei + Saarinen

R House / Frei + Saarinen

R House / Frei + Saarinen
© Stefan Wülser, Zürich
© Stefan Wülser, Zürich
  • Arquitetos

  • Localização

    Kilchberg (ZH), Suíça
  • Arquiteto Responsável

    Barbara Frei, Martin Saarinen, Stefan Wülser
  • Ano

    2012
  • Fotógrafo

    Stefan Wülser, Zurique

© Stefan Wülser, Zürich © Stefan Wülser, Zürich © Stefan Wülser, Zürich © Stefan Wülser, Zürich + 33

© Stefan Wülser, Zürich
© Stefan Wülser, Zürich

Descrição enviada pela equipe de projeto. A primeira construção de "Como construir um espaço de viver" (how to build a living space), do escritório Frei + Saarinen’s, situa-se em Kilchberg, próximo à Zurique. Desdobra-se uma área espaçosa, em uma estrutura familiar de espaço cúbico com janelas circulares, baseada em três ideias:

© Stefan Wülser, Zürich
© Stefan Wülser, Zürich

Em primeiro lugar, há o piso térreo, que conceitualiza-se no entrelaçar espacial ligando os jardins do Leste e Oeste, através de três níveis ligeiramente sinuosos. Iluminadas por raios de luz, as paredes em forma de L são tão entrelaçados umas nas outras que a interação cartesiana ocorre, definindo a ambiência em zonas de habitação e alimentação, com o espaço com nada menos do que 14 cantos.

© Stefan Wülser, Zürich
© Stefan Wülser, Zürich

Segundo nosso ponto de vista é claro que as áreas comuns devem ser muito bem cuidadas e utilizáveis para quaisquer atividades necessárias (em relação ao correspondente, espaços individuais discretamente dimensionados). Isto pode ser visto consequentemente no nível superior, que consiste de uma forma contínua de S, incluindo o corredor central e as áreas adjacentes de terraço, que podem ser conectadas através das esquadrias de vidro deslizante.

© Stefan Wülser, Zürich
© Stefan Wülser, Zürich

Em terceiro lugar, nem todas as escadas foram implantadas em cima das outras, o que permite o surgimento de um promenade afetado por uma variedade de vistas internas e externas e variados pés direitos. A trajetória do projeto é também o elemento de ligação que permite que os quatro andares sejam concebidos em formas extremamente diferentes, sem a ameaça de que se tornem elementos separados do todo.

© Stefan Wülser, Zürich
© Stefan Wülser, Zürich

A sobreposição dos espaços, suas exposições à luz e a vista são cuidadosamente conformados por 20 janelas e aberturas de portas, que criam uma atmosfera muito original.  Em um nível sutil, a complexidade da estrutura da fachada do edifício e a decoração dos interiores também desempenham um importante papel. Os vários esquemas espaciais dos andares individuais têm um requisito de uma complexa estrutura de apoio, baseando-se no efeito acumulativo das paredes cisalhantes e lajes. Isso também permite a possibilidade de coordenar uma garagem de dimensões comparativamente enormes para quatro automóveis abaixo da casa. A capacidade de organizar as características especiais em conjunto com os recursos cotidianos e concretizar complexas constelações espaciais com recursos confiáveis ​​parece ser característica do nosso trabalho. Embora na reitoria St.Joseph foram os painéis de parede que relativizaram a dinâmica do espaço, em Kilchberg é o projeto interno, bem como a fachada perfurada, que fornece um nível de familiaridade agradável.

Corte
Corte

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Frei + Saarinen
Escritório
Cita: "R House / Frei + Saarinen" [R House / Frei + Saarinen] 05 Abr 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Helm, Joanna) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/107052/r-house-slash-frei-plus-saarinen> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.