O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Chile
  5. Cooprogetti Arquitectos
  6. 2010
  7. Refúgio na Patagônia / Cooprogetti Arquitectos

Refúgio na Patagônia / Cooprogetti Arquitectos

Refúgio na Patagônia / Cooprogetti Arquitectos
© Fabio Stingo & Alejandro Macaya
© Fabio Stingo & Alejandro Macaya

© Fabio Stingo & Alejandro Macaya © Fabio Stingo & Alejandro Macaya © Fabio Stingo & Alejandro Macaya © Fabio Stingo & Alejandro Macaya + 33

© Fabio Stingo & Alejandro Macaya
© Fabio Stingo & Alejandro Macaya

Descrição enviada pela equipe de projeto. O local é definido a partir da história e da experiência. Da forma como as estâncias patagônicas e assentamentos estavam localizados nessas terras remotas e desoladas. Volumes isolados dispostos entre si de modo que conformaram um lugar, um refúgio. Volumes muito simples que se orientavam de forma a se proteger do vento, buscando as vistas distantes que anunciavam a chegada  de algum visitante ou as vezes algum perigo, assim mesmo dava um maior grau de segurança diante de um eventual incêndio, que não era uma vida de esforço por uma faísca ou um raio infeliz. Então nosso alojamento é concebido como volumes simples, a escala do lugar que combina a arquitetura tradicional patagônica com uma arquitetura mais contemporânea. Seguindo os mesmos padrões é orientada de modo a proteger-se dos fortes ventos, da chuva e neve e se abre para a paisagem, até as vistas distantes dos bosques e da cordilheira nevada como tela de fundo. Ao elevar os volumes separados (quartos e clubhouse, além de serviços) buscamos enfatizar a experiência do passageiro da "Patagônia Profunda" vivenciando algo muito característico como é a possibilidade de ter as quatro estações do ano em um dia. 

© Fabio Stingo & Alejandro Macaya
© Fabio Stingo & Alejandro Macaya

Um aspecto que se considerou importante foi a escolha da cor, um tom escuro tanto nas paredes quanto na cobertura, quase preto,  para não destacar ou marcar presença na pequena cidade de Villa O'Higgins.

Considerações de projeto:
O alojamento tem uma superfície total construída de 540 m² aproximadamente, o projeto e materialidade colocados levaram em consideração primeiro que fosse ambientalmente amigável, com um baixo impacto visual, um uso eficiente da energia, evitando a combustão de lenha para calefação dos cômodos nem o transporte de combustíveis como gás ou óleo de Coyhaique, assim, foram utilizados aquecedores elétricos de baixo consumo. Uma construção térmica com materiais prefabricados que minimizou o tempo de execução e o impacto nas florestas do lugar. 

© Fabio Stingo & Alejandro Macaya
© Fabio Stingo & Alejandro Macaya

Em segunda observação, deveria ser considerado a sua localização remota e as dificuldades de acesso ao lugar (540 km ao sul de Coyhaique); as condições climáticas, que determinam que tecnicamente, se cumpram padrões certificados de isolamento; o tempo limitado que se tinha para sua construção e comissionamento, além da escassez de mão de obra qualificada no local, e, finalmente, a capacidade de crescer no tempo, dependendo da demanda.

© Fabio Stingo & Alejandro Macaya
© Fabio Stingo & Alejandro Macaya

Lay Out Programático:

O lay out se organiza em três edifícios:
2 módulos de 6 quartos cada um, com banheiro privado de 24 m² por quarto, e um terraço como espaço intermediário entre os quarto e o pátio comum formado pelos volumes.

© Fabio Stingo & Alejandro Macaya
© Fabio Stingo & Alejandro Macaya

Mais o edifício principal ou Club House projetado como um grande galpão de pé direito duplo, com um corredor patagônico até a rua e dois acessos. Nele se encontra a recepção, uma sala - sala de jantar, uma pequena "estufa de estar" completamente de vidro na direção norte que leva calor naturalmente ao interior. Uma pequena cozinha, um empório, com delícias para o passageiro, tão necessários nestas latitudes. Além de banheiros e escritório da administração.

© Fabio Stingo & Alejandro Macaya
© Fabio Stingo & Alejandro Macaya

No segundo andar com vista para o espaço principal tem uma sala com mapas e vídeos, com livros sobre a Patagônia e uma grande estalagem para sentar-se a escrever em um notebook. Junto ao Club House está o setor de serviços, com um pátio de serviços tendo a cobertura como um elo de ligação com a lavanderia do hotel, uma lavanderia para hóspedes e um departamento para os administradores. Na área mais distante e com uma impressionante vista da paisagem foram colocadas duas tinas de água quente equipadas com sistema de hidromassagem, com recirculação de água e filtro (ionizadores).

Planta Primeiro Andar
Planta Primeiro Andar

Ver a galeria completa

Cita: "Refúgio na Patagônia / Cooprogetti Arquitectos" [Refugio en la Patagonia / Cooprogetti Arquitectos] 10 Mar 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Alves, Jorge) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/101731/refugio-na-patagonia-slash-cooprogetti-arquitectos> ISSN 0719-8906