Joey Jacobson

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

Dez vídeos em timelapse que exploram a relação entre construção e arquitetura

Somos geralmente treinados para considerar o contexto quando o edifício está concluído, mas frequentemente negligenciamos a fase de construção. Se a arquitetura é avaliada com base em seus impactos no entorno a partir do momento em que ela é concluída, o que se pode aprender com o processo de construção? Os vídeos em timelapse são uma ferramenta que podem ajudar arquitetos a compreender os impactos da construção, já que nestes vídeos, anos de desenvolvimento são comprimidos em poucos minutos, o que pode auxiliar a identificar padrões de impacto social e econômico.

O que os vídeos em timelapse revelam pode ser tão perturbador quanto interessante; quando desvelado, o processo de construção pode evidenciar, por exemplo, que o consumo de energia é tão monumental quanto o próprio edifício. Estes vídeos permitem que o espectador tenha uma melhor compreensão dos tipos e quantidades de materiais empregados na construção e do impacto desta no entorno imediato. Ao comparar vídeos em timelapse de diferentes processo, que pistas encontramos acerca de como o processo fisicamente generativo da arquitetura afeta as pessoas e os lugares?

Começam as obras do 425 Park Avenue de Foster + Partners

Norman Foster participou da cerimônia de início da construção do 425 Park Avenue, que será o primeiro arranha-céu de escritórios a ser construído na Park Avenue, em Nova York, nos últimos 50 anos. Foster + Partners, em colaboração com Adamson Associates, projetou o que será um novo ícone no horizonte de Manhattan. Além de sua certificação LEED Gold, a torre de 560.000 m² será a primeira em Nova York a receber a certificação WELL.

Espaço Escritórios Premium. Image © DBOX for Foster + Partners425 Park Avenue. Image © Visualhouse for Foster + Partners© Visualhouse for Foster + Partners425 Park Avenue em seu contexto local. Image © Visualhouse for Foster + Partners+ 15

Barberio Colella ARC propõe sistema de habitações marítimas temporárias

Frequentemente, arquitetos e designers encaram a natureza como algo externo aos homens ou às criações humanas. A natureza é combatida, ou protegida, ou considerada apenas como algo a ser verificado em uma lista de premissas projetuais. Em contraste a isso, o projeto Lanterns Sea Village, de Barberio Colella ARC, é um plano conceitual para criar habitações temporárias que integra os sistemas naturais aos edifícios. A equipe por trás do projeto - Micaela Colella e Maurizio Barberio - propôs as pequenas residências como uma forma de abordar a habitação através de uma estratégia mais adaptativa.

Diagrama axonométrico e materiais. Cortesia de Barberio Colella ARCEstrutura. Cortesia de Barberio Colella ARCSea Lanterns Village. Cortesia de Barberio Colella ARCCorte. Cortesia de Barberio Colella ARC+ 7

Alban Guého cria a instalação "Flood" para a "Nuit Blanche 2015" em Paris

A instalação "Flood", criada pelo arquiteto Alban Guého para o festival "Nuit Blanche 2015" em Paris, serve como um lembrete austero da mudança climática e do impacto da humanidade no planeta. A instalação de 50 metros quadrados é composta por filamentos que conectam o forro ao teto. Um líquido espesso e escuro (como óleo ou tinta preta) escorre lentamente por cada uma das cordas, gotejando em uma piscina escura. Flood aborda o tema central da Nuit Blache deste ano, que ecoa as questões discutidas no COP21, Fórum de Inovação Sustentável de Paris.

Detalhe dos filamentos. Cortesia de Alban GuéhoVetor de projeção da inundação. Cortesia de Alban GuéhoFilamentos paralelos. Cortesia de Alban GuéhoVista axonométrica. Cortesia de Alban Guého+ 5

Timelapse registra os 11 anos de construção do One World Trade Center

Em comemoração à inauguração do One World Observatory em Nova Iorque, a EarthCam publicou um vídeo em timelapse da construção do One World Trade Center. Milhares de imagens em alta resolução registram o processo de planejamento e construção desde outubro de 2004 até o dia de inauguração este ano. A câmara transporta o observador pelo terreno, mostrando como o edifício e seu entorno mudaram no decorrer destes últimos 11 anos.

5 segredos arquitetônicos dos Badjao: Povos marítimos do século 21

Milhares de anos atrás, uma pequena civilização de caçadores migraram para as regiões costeiras do sudeste da Ásia. Essas pessoas evoluíram para uma tribo generalizada de viajantes do mar. Até hoje eles permanecem como um povo sem Estado, sem nacionalidade e sem infra-estrutura consistente, às vezes vivendo a quilômetros de distância da terra. No entanto, essas pessoas constituem uma das poucas civilizações cuja vida coletiva tem sobrevivido por tanto tempo através da história humana. Eles são chamados de Badjao, e possuem qualidades surpreendentes que nos ensinarão sobre a arquitetura.

Comunidade Badjao ao longo da costa de Sabah, Malásia . Imagem © Dolly MJ via ShutterstockMulher Badjao remando uma canoa. Imagem © Dolly MJ via ShutterstockConstrução temporária no Sudeste Asiático. Imagem © asnida via ShutterstockCriança Badjao remando próximo a costa. Imagem © idome via Shutterstock+ 9