Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Casa VH R-10 G / Architecture-Infrastructure-Research

Casa VH R-10 G / Architecture-Infrastructure-Research

© Bill Timmerman © Bill Timmerman © Bill Timmerman © Bill Timmerman + 18

Tisbury, Estados Unidos
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  90.0
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2005
  • Fotógrafo Fotografias:  Bill Timmerman
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Expanko, Falmouth Glass, Insulpan, Kohler, Will Parry Custom Windows + Doors
  • Arquiteto Responsável: Darren Petrucci
  • Engenheiros: Sourati Engineering Group
  • Paisagismo: Renata Hejduk, Darren Petrucci
  • Representação Gráfica: Philip Horton, Assoc. AIA
  • Construtor: Darren Petrucci
Mais informações Menos informações
© Bill Timmerman
© Bill Timmerman

Descrição enviada pela equipe de projeto. Este é um protótipo para uma casa de hóspedes. Nomeado a partir de seu zoneamento e localização, zoneamento R-10 no distrito de Vineyard Haven, foram aplicados às seguintes restrições ao projeto: o distrito de zoneamento limita as hospedagens a lotes residenciais com mais de 1100 metros quadrados. A residência e casa de hóspedes devem ser desconectadas e com pelo menos 3 metros de distância entre elas. A metragem quadrada da pousada não pode exceder 56 metros quarados e seu gabarito deve ter menos de 7 metros. O térreo não deve exceder 1,80 metros de altura (caso contrário, o segundo andar e o porão são considerados como área habitável) e o porão não pode ser acessível a partir da área de estar interna da casa (caso contrário, também é considerado parte do metragem quadrada habitável).

© Bill Timmerman
© Bill Timmerman

O partido da casa surgiu do desejo de maximizar o envelope de zoneamento permitido. O cliente construiu e vive na casa de hóspedes como sua casa principal. O desejo era maximizar o valor futuro de seu lote. Dadas as limitações de zoneamento de altura e projeção, uma caixa com 4,80 x 12,0 x 2,20 metros foi desenhada a partir de módulos de 1,20 metros. O pavimento onde se concentra o espaço de estar, com 56 metros quadrados, foi estabelecido a 1,5m do solo - elevando o porão a meio nível, permitindo, assim, acessos de automóveis ao longo de uma entrada razoavelmente inclinada da rua.

© Bill Timmerman
© Bill Timmerman

Embora a área de estar seja elevada, a restrição de altura de 7 metros acomoda um espaço de estar interior de pé-direito duplo. Foi criado dividindo a caixa em três volumes diferentes, relacionados à culinária, sala de estar e jantar e dormitório. O volume do meio (sala de estar e jantar) é deslocado 1,20 metros para fora dos outros volumes para dar espaço à circulação vertical. Os três volumes deslocados são embrulhados em uma tela de madeira que restabelece a caixa como um volume de 6 x 12 metros envolvendo a circulação vertical. Essa condição coloca a circulação vertical fora da casa (do subsolo) e dentro da embalagem do edifício. Essa ambiguidade cria uma extensão em camadas do interior para o exterior, fornecendo uma tela de proteção contra o clima e privacidade.

© Bill Timmerman
© Bill Timmerman

Martha's Vineyard é uma ilha, portanto, a mão-de-obra, os materiais e o clima afetam muito o tempo e o orçamento da construção. A casa combina técnicas de construção pré-fabricadas com modificações nos modos locais de produção para criar um sistema de construção reproduzível exclusivo da ilha. A fundação foi originalmente projetada para empregar um sistema de fundação de concreto pré-moldado da ilha, mas, dada a prevalência de fundações de concreto despejadas, os custos eram menores e a casa e os muros de contenção podiam ser do mesmo material.

Planta
Planta

No entanto, os procedimentos padrão resultam em um acabamento não refinado; portanto, placas OSB resistente à água foram usadas como fôrmas deixando a textura aleatória da superfície do concreto com a marca dos fios de madeira. O padrão resultou em uma textura muito acabada que oculta rachaduras. As placas de OSB foram então reutilizadas para construir o piso e a cobertura da casa. A estrutura principal da casa é construída com painéis isolados estruturalmente modulados em um grid de 1,20 metros. Os painéis foram montados em New Hampshire e enviados por balsa. Toda a estrutura foi montada em três dias, incluindo duas vigas projetadas com 12 metros para os balanços. 

© Bill Timmerman
© Bill Timmerman

O sistema SIP permitiu uma planta mais aberta em seu interior com apenas uma parede de 1,20 metros no volume principal de estar e jantar. A tela externa também modulada em 1,20 metros é feita a partir de painéis pré-montados que foram construídos no chão e levantados no lugar utilizando os equipamentos necessários. Esse sistema acelerou o tempo de construção e permitiu que os painéis fossem facilmente removidos para reparo ou acesso ao invólucro climático.

© Bill Timmerman
© Bill Timmerman

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Casa VH R-10 G / Architecture-Infrastructure-Research" [VH R-10 G House / Architecture-Infrastructure-Research] 15 Nov 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/928148/casa-vh-r-10-g-architecture-infrastructure-research> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.