Instituto Sandberg e Academia Gerrit Rietveld / Studio Paulien Bremmer + Hootsmans Architects

Instituto Sandberg e Academia Gerrit Rietveld / Studio Paulien Bremmer + Hootsmans Architects

© Johannes Schwartz© Jeroen Verrecht© Johannes Schwartz© Jeroen Verrecht+ 23

  • Equipe Do Concurso (Projeto Estrutural):Paulien Bremmer com Maze de Boer, Sandra Stanionyte, Luca Carboni and Marjan van Herpen, Joost Huyzer, Akira Negishi, Jan Willem Petersen, Luuc Sonke, Victor Verhage, Stephanie Willocx
  • Equipe Do Concurso (Projeto Arquitetônico):Fedlev: Paulien Bremmer, Marjan van Herpen, Joost Huyzer, Anne Dessing, Alexander Lefebvre, Anastasia Pandilovska, Milan Rikhof, Luuc Sonke, Vincka Struben, Claudia Temperilli. Hootsmans architects: Rob Hootsmans, Daan Petri, Carlota Alvarado, Remco Bruggink, René Bos, Elke Demyttenaere, Pier Helder, Viktor van Hooff, Jeroen Kreijne, Eric van Noord.
  • Design De Interiores:Fedlev liderado por Paulien Bremmer,em colaboração com Hootsmans architects.
  • Clientes:Stichting Gerrit Rietveld Academie
  • Cidade:Amsterdã
Mais informaçõesMenos informações
© Jeroen Verrecht
© Jeroen Verrecht

Descrição enviada pela equipe de projeto. Movidos pela falta de espaço, a Academia Gerrit Rietveld e o Instituto Sandberg ordenaram a construção de um terceiro edifício complementar, em frente ao prédio projetado por Gerrit Rietveld e próximo à expansão da Benthem & Crouwel. O campus resultante fornece a esta importante escola de arte um novo cenário.

© Jeroen Verrecht
© Jeroen Verrecht

Para selecionar os arquitetos, a academia de artes decidiu manter o caráter da comunidade e lançar um concurso interno, no qual Fedlev venceu. Essa cooperativa de arquitetos transformou a experiência do usuário em um conceito, afirma o arquiteto e fundador da Fedlev, Paulien Bremmer: "Experimentação é a chave na academia. Isso significa essencialmente olhar através das fronteiras e disciplinas". 

© Johannes Schwartz
© Johannes Schwartz
Planta - térreo
Planta - térreo
© Jeroen Verrecht
© Jeroen Verrecht

"A cultura departamental autônoma da academia não contribuiu o suficiente para uma maneira interdisciplinar de trabalho'', complementa o arquiteto. O ponto de partida para a expansão foi um cenário para a criação de um ambiente educacional coletivo e interdisciplinar. O resultado é um edifício marcante: um pano de fundo para produzir, reunir e intercambiar. A interação como ponto de partida.

© Johannes Schwartz
© Johannes Schwartz

Na fase de projeto preliminar, Fedlev fez uma parceria com os arquitetos da Hootsmans. O novo edifício, concluído em janeiro de 2019, tem uma planta retangular e consiste em camadas, uma abaixo do nível do solo e a superior em balanço. De frente para a rua, uma ao lado da outra, estão a oficina de madeira e a biblioteca. Os espaços do primeiro andar são destinados a estudantes do Sandberg Institut, que também compartilham outros espaços no edifício, como o auditório e o estúdio de cinema.

© Jeroen Verrecht
© Jeroen Verrecht

No primeiro andar, uma modesta reorganização dos programas existentes resultou em um espaço compartilhado ao redor da base do edifício. A fachada de vidro da extensão pode ser aberta em muitos locais, o que facilita a interação entre os volumes. Uma área de cobertura comum adequada para exposições, shows e construções temporárias devolve o espaço ocupado pela extensão ao novo edifício. Para estimular a atividade interdisciplinar, os arquitetos criaram espaços de projeto em diferentes níveis ao longo dos edifícios.

© Johannes Schwartz
© Johannes Schwartz

Os espaços oferecem aos alunos a oportunidade de trabalhar e experimentar livremente, separados da estrutura departamental. Como parte de uma espacialidade da paisagem, os pisos e as funções do edifício estão conectados de várias maneiras. Transparência e conexões visuais caracterizam o interior. Não há escadas ou corredores, o que significa que o processo é sempre visível e a troca interdisciplinar é sempre possível.

Corte Longitudinal
Corte Longitudinal
Corte Transversal
Corte Transversal

Os variados pisos e paredes, geralmente executados industrialmente, definem ambientes sucessivos. A diversidade de espaços aumenta com a introdução de "espaços em branco": partes do interior projetadas e executadas por terceiros na comunidade. A construção inteligente e de baixa tecnologia da fachada externa cria ventilação natural e, portanto, reduz ao mínimo o número de instalações técnicas.

© Jeroen Verrecht
© Jeroen Verrecht

Os balanços e fachadas de aço limitam o aquecimento pela luz solar incidente. Sob os balanços, existem espaços de transição que os usuários podem reivindicar como espaços de trabalho. O edifício é um centro social que naturalmente acomoda e conecta educação espacial possibilitando encontro, relaxamento e coletivismo em perspectivas que informam o ambiente educacional. É um lugar interativo e dinâmico para produzir e experimentar. Um edifício que gera ideias, pensamentos e obras.

© Johannes Schwartz
© Johannes Schwartz

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Fred. Roeskestraat 96, 1076 ED Amsterdã, Holanda

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Instituto Sandberg e Academia Gerrit Rietveld / Studio Paulien Bremmer + Hootsmans Architects" [Gerrit Rietveld Academy and Sandberg Institute / Studio Paulien Bremmer + Hootsmans Architects] 24 Out 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/926837/instituto-sandberg-e-academia-gerrit-rietveld-studio-paulien-bremmer-plus-hootsmans-architects> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.