Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Pavilhão Queen's Lane / Carney Logan Burke Architects

Pavilhão Queen's Lane / Carney Logan Burke Architects

© Matthew Millman © Matthew Millman © Matthew Millman © Matthew Millman + 36

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área: 312.0
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano: 2018
  • Fotógrafo Fotografias: Matthew Millman
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Dombracht, Kohler, LG Electronics, Miele, Montigo, Reynaers Aluminium, Sheet Metal Specialties, Subzero, Willow Creek Woodworks
  • Engenharia

    KL&A, Inc.
  • Consultores

    Energy 1 (Instalações), Helius Lighting Group (Iluminação), Nelson Engineering (Civil)
  • Colaboradores

    Kitchell Brusnighan (Arquitetura de Interiores), KWC LLC (Construtor)
Mais informações Menos informações
© Matthew Millman
© Matthew Millman

Descrição enviada pela equipe de projeto. Durante mais de vinte anos Carney Logan Burke colaborou com uma família em uma propriedade de 72 hectares em Jackson Hole com um amplo trabalho que engloba cinco projetos em um ecossistema ribeirinho de muitas vidas selvagens. Retratando a evolução da estética de um casal, ele esculpiu um arco constante do tradicional ao moderno.

© Matthew Millman
© Matthew Millman
© Matthew Millman
© Matthew Millman

O primeiro edifício, uma cabana inspirada nas antigas Parkitectures locais combina pedra e madeira e é o coração do complexo. A partir desta ideia, construiu-se em seguida um escritório e loja, com uma linguagem transitória, e um silo de vinho. Com sua escadaria em espiral e plataforma panorâmica, o silo celebra o modernismo rústico através de uma forma agrária clássica revestida de chapas de aço oxidadas e oferece uma dramática expressão escultural. Logo após construiu-se uma icônica ponte coberta e logo depois o ponto final: um pavilhão de vidro de teto plano com linguagem modernista. Concebido como um refúgio para os proprietários, sua perspectiva simplificada e orientada para a natureza aproveita ao máximo sua localização entre dois riachos e permite que os proprietários, agora aposentados, experimentem sua propriedade sob uma luz totalmente nova.

© Matthew Millman
© Matthew Millman

A casa de hóspedes com dois quartos foi construída no local de uma estrutura antiga que antecedia os atuais proprietários. Por estar dentro dos requisitos mínimos de recuo de hoje, o projeto exigiu um processo de planejamento de dois anos com o condado de Teton e uma conscienciosa consideração de vida selvagem, cursos d'água e árvores. O arquiteto Eric Logan, que projetou todas as cinco estruturas, seguiu a pegada exata do edifício original. Em forma de L, a seção curta abriga a garagem, enquanto a seção mais longa engloba os quartos e um espaço de estar, cozinha e jantar em uma planta aberta e graciosamente escalada. Lá, uma leveza etérea é conseguida a partir das paredes das janelas nos lados norte e sul mais longos, equilibradas por massas brancas nas extremidades da sala comprida. A lareira ancora uma extremidade, a cozinha a outra; com aberturas de cada lado, ambas as massas flutuam entre as paredes. Além dessas massas, estão os quartos, áreas envidraçadas projetadas como uma experiência particular na natureza. Pisos de carvalho branco e tetos aquecem toda a casa.

© Matthew Millman
© Matthew Millman

Com a adição de beirais, pátios minimalistas que se fundem na paisagem e uma cortina de aço perfurada, a casa se torna uma peça de arte. Estas folhas de metal, cortadas em um padrão derivado de uma foto do bosque de Cottonwood, modulam as vistas e projetam sombras interessantes dentro de casa. Do lado de fora, eles suavizam as extensões de vidro, oferecem interesse estético e dão ao edifício uma pátina que o amarra ao silo de vinho enquanto lhe dá uma aparência natural na paisagem.

© Matthew Millman
© Matthew Millman

A estrutura se relaciona com seus vizinhos, mas ainda habita seu próprio micro-ecossistema na propriedade; as duas décadas de projetos de melhoramento de habitat dos proprietários criaram uma próspera reserva de pesca e de vida selvagem em miniatura, frequentada por alces, águias, veados e coiotes. Com  deslocamento de algumas áreas, como a lavanderia que está localizada na primeira cabana, a casa é livre para expressar sua essência. A influência da água, a proteção dos choupos e a simplicidade do edifício se alinham em um momento especial da propriedade. Este sereno pavilhão de vidro - a vida moderna durante o dia, a lanterna luminosa entre as árvores à noite, o retiro confortável a qualquer hora - é um tributo adequado a esse momento.

© Matthew Millman
© Matthew Millman

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Pavilhão Queen's Lane / Carney Logan Burke Architects" [Queen’s Lane Pavilion / Carney Logan Burke Architects] 13 Mai 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/916456/pavilhao-queens-lane-carney-logan-burke-architects> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.