Pagina inicial

Conheça a história por trás da nova identidade da nossa marca

Saiba mais

Residência na Escarpa / YH2 Architecture

Residência na Escarpa / YH2 Architecture

© Maxime Brouillet© Maxime Brouillet© Maxime Brouillet© Maxime Brouillet+ 23

Saint-Faustin--Lac-Carré, Canadá
  • Construtor:Sébastien Turcot
  • Cliente:Alain Bélanger
  • Equipe:Marie-Claude Hamelin, Loukas Yiacouvakis, Karl Choquette, Etienne Sédillot
  • Cidade:Saint-Faustin--Lac-Carré
  • País:Canadá
Mais informaçõesMenos informações
© Maxime Brouillet
© Maxime Brouillet

Descrição enviada pela equipe de projeto. Esta casa cheia de luz,  localizada a uma hora e meia de Montreal, está literalmente pendurada em um penhasco, assim como seu nome já implica: "Dans d'Escarpement" - Residência na Escarpa. A casa foi implantada nas terras de uma propriedade com mais de cem anos, conhecida por suas paisagens notáveis e lagos cristalinos.

© Maxime Brouillet
© Maxime Brouillet

Apesar desta localização altamente desejável, este pedaço de terra nunca teve nenhuma construção devido a sua topografia íngreme. Os clientes encarregaram os arquitetos de projetar sua casa de tal forma que ela se mitigasse à topografia e causasse o mínimo de perturbação possível a seus arredores.

© Maxime Brouillet
© Maxime Brouillet
Plantas
Plantas
© Maxime Brouillet
© Maxime Brouillet

Para manter o mínimo da casa no chão, os arquitetos projetaram duas "caixas de concreto", a primeira, vertical, e a segunda, horizontal. Um volume totalmente envidraçado foi ancorado em ambos. A entrada principal e a suíte privativa dos proprietários estão no nível superior do volume de três pavimentos. Um nível abaixo, encontra-se um pequeno escritório e biblioteca, ao lado da área de jantar da cozinha. O nível mais baixo desta "caixa" vertical possui uma sauna e spa.

© Maxime Brouillet
© Maxime Brouillet

A caixa horizontal, com apenas um nível, foi posicionada a poucos metros do primeiro volume. Planejado como acomodação de hóspedes, dá acesso direto à floresta e se conecta à área de sauna e spa a partir do exterior. O nível intermediário é o verdadeiro coração desta casa com suas paredes que se abrem para a floresta circundante. A área de estar e jantar se expande ao ar livre com um terraço construído na cobertura da suíte dos hóspedes.

© Maxime Brouillet
© Maxime Brouillet

O material predominante usado no interior é o mogno, selecionado por suas qualidades duradouras e por sua textura. Na sala de jantar, pisos, tetos, vigas, caixilhos e armários de cozinha estão todos acabados com esta rica madeira escura recordando as árvores um pouco além. Com a luz constantemente mudando, interiores e exteriores parecem se mesclar. Mantendo-se dentro da mesma paleta de cores, o aço Corten foi introduzido para a lareira e usado também como revestimento externo. O concreto aparente foi usado extensivamente em paredes externas; simbolicamente, refere-se aos enormes pedregulhos, que são característicos do território.

© Maxime Brouillet
© Maxime Brouillet

O acesso à casa acontece por um caminho metálica que se estende de uma garagem de concreto perto da área de estacionamento. À medida que se avança na estrutura da ponte leve, particularmente em um dia nebuloso, há uma sensação de ir em direção a uma casa na árvore flutuando no ar.

© Maxime Brouillet
© Maxime Brouillet

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Residência na Escarpa / YH2 Architecture" [House Dans l'Escarpement / YH2 Architecture] 07 Abr 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/914099/residencia-na-escarpa-yh2-architecture> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.