Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Residência MF / studio raro

Residência MF / studio raro

© Gustav Willeit © Gustav Willeit © Gustav Willeit © Gustav Willeit + 30

Casas  · 
Trento, Itália
  • Arquitetos: studio raro
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área: 300.0 m2
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano: 2018
  • Fotógrafo Fotografias: Gustav Willeit
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Casiglione, Mazzalai Serramenti, Progress S.p.a.
  • Projeto Estrutural

    Pb-Ingenieur, Merano
  • Construtora

    Fogarolli srl
  • Área do Terreno

    1.000 m2
Mais informações Menos informações
© Gustav Willeit
© Gustav Willeit

Descrição enviada pela equipe de projeto. A Residência MF está localizada em uma colina com vista para a cidade de Trento, entre uma área urbana residencial, caracterizada principalmente por casas isoladas, e uma área agrícola verde com seus bosques. A residência estende-se para o nordeste com um envoltório de concreto que protege a estrutura da área urbana acima mencionada, ao passo que, a sudoeste, se abre completamente para a paisagem circundante. O volume abstrato da edificação se encaixa neste contexto rural com simplicidade e rigor formal, uma estrutura horizontal enfatizada pela presença de uma parede de contenção feita em pedra que se inclina em direção ao fundo do vale.

© Gustav Willeit
© Gustav Willeit
Planta - térreo
Planta - térreo
© Gustav Willeit
© Gustav Willeit

Uma combinação de dois elementos, um artificial e outro natural. O volume remete a um ato de equilíbrio enquanto a estrutura o desafia por meio de uma inclinação criada intencionalmente, modelando o lote em dois espaços distintos, um jardim particular acima e uma área verde um pouco mais aberta abaixo. A edificação repousa sobre o primeiro e se sobrepõe ao último. Desde a rua, a estrutura se apresenta de maneira bastante introspectiva e essencial. Formas sólidas de concreto dialogam com as árvores circundantes, plantadas em vários níveis, ao longo do caminho, entre as paredes e o jardim.

© Gustav Willeit
© Gustav Willeit

A parede limítrofe representa uma espécie de “limiar” entre a área urbana residencial e os espaços abertos naturais. Além da parede, o usuário passa por uma série de espaços fechados, que funcionam como "filtros", até finalmente se abrirem, através de grandes janelas de vidro, para a paisagem circundante e para o vale. O pátio de entrada o acompanha em direção a outro espaço aberto de altura dupla, caracterizado por uma árvore cercada por uma pesada parede suspensa. Esta característica de dois níveis continua dentro do hall de entrada principal.

Cortes
Cortes

A área de convivência se desenvolve inteiramente no primeiro nível e a parede de concreto aparente - que também é visível desde de dentro - parece acentuar a permeabilidade dos espaços internos e a paisagem a sudoeste que, com seu grande pano de vidro, parece abraçar o entorno. Um pátio interno com jardim, em torno do qual a área de convivência se desenvolve, destaca a necessidade de um diálogo contínuo com a natureza e cria uma gama de diferentes sequências, perspectivas e iluminações para os vários espaços. O térreo é atribuído aos serviços com acesso direto ao jardim e piscina, um elemento linear que se desenvolve perpendicularmente à edificação parcialmente coberto por esta, estendendo-se para uma vista aberta ao vale.

© Gustav Willeit
© Gustav Willeit

Do ponto de vista estrutural, a edificação é composta por uma parede que se desenvolve em ambos os níveis e suporta a carga das vigas do telhado, como se fossem nervuras visíveis no teto. O emprego de concreto aparente, a pedra artificial por excelência, com o uso de grandes elementos moldados, acentua o aspecto essencial e linear da edificação e enfatiza a estrutura “pesada”. O vidro e a vegetação são os outros dois materiais usados e se destacam em relação à parede de concreto aparente, criando uma série de contrastes agradáveis entre os elementos construídos e a natureza.

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Residência MF / studio raro " [Casa MF / studio raro ] 05 Nov 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/905062/residencia-mf-studio-raro> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.