i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Trabalhador coletivo: de dentro e através do mutirão

Trabalhador coletivo: de dentro e através do mutirão

Trabalhador coletivo: de dentro e através do mutirão

Desde 2009 o programa federal Minha Casa, Minha Vida contratou a construção de 4,6 milhões de unidades habitacionais no Brasil. Dessas, 72,3 mil estão inseridas no Minha Casa, Minha Vida - Entidades, modalidade do programa que tem como objetivo tornar acessível a habitação para famílias organizadas dentro de associações ou movimentos de moradia.  Nesse número estão as 396 unidades dos condomínios Florestan Fernandes e José Maria Amaral na Cidade Tiradentes em São Paulo, sob regime de auto-gestão pelo Movimento Sem Terra - Leste 1.

Este documentário, desenvolvido para a disciplina de Estúdio Vertical na Escola da Cidade, é fruto do contato direto com a obra em andamento do mutirão, e surge da necessidade de atualizar a discussão acerca da produção de habitação a partir do regime de mutirão autogestionário. Reunindo depoimentos, entrevistas e imagens de diferentes momentos da luta do movimento social e da construção do conjunto, o filme busca lançar luz à possibilidade de uma revisão do tema, reconhecendo-o como um processo emancipador e formador que resiste como importante contraponto à produção capitalista hegemônica de habitação popular.

Cortesia de Escola da Cidade
Cortesia de Escola da Cidade

O condomínio Florestan Fernandes e José Maria Amaral é um entre os dez empreendimentos construídos pelo Movimento Sem Terra Leste-1 em regime de mutirão e autogestão ao longo de trinta anos. O acompanhamento de parte das etapas revela a permanência de um processo emancipador do coletivo organizado por um modo de produção contra-hegemônico, resistindo e adaptando-se a novos tempos, novas demandas e novas disputas

Um filme de: Gabriela Pini, Isabella Rosa, Julia Brant Daudén, Marina Secaf e Ugo Breyton

Entrevistados:
Fernanda Alves - Futura moradora, coordenadora, e membro da comissão de prestação de contas do condomínio Florestan Fernandes e José Maria Amaral
Renata Miron - Arquiteta e urbanista da assessoria técnica Ambiente Arquitetura, responsável pela obra do condomínio Florestan Fernandes e José Maria Amaral
Nabil Bonduki - Professor titular de planejamento urbano pela FAU-USP, ex-vereador, ex-secretário de cultura e relator do plano diretor para a cidade de São Paulo de 2014
Pedro Arantes - Arquiteto e urbanista, integrante do coletivo Usina CTAH e da Pró-Reitor de Planejamento da UNIFESP
Jorge Mendes - Futuro morador, coordenador, e membro da comissão de segurança do condomínio Florestan Fernandes e José Maria Amaral

Professores orientadores: Carol Tonetti, Ruben Otero, Marcos Boldarini e Angela Amaral (colaboradora)

Cortesia de Escola da Cidade
Cortesia de Escola da Cidade
Cita: Eduardo Souza. "Trabalhador coletivo: de dentro e através do mutirão" 06 Jul 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <http://www.archdaily.com.br/br/875228/trabalhador-coletivo-de-dentro-e-atraves-do-mutirao>