Bienal de Veneza 2012: ‘Architecture and its Affects’ / Farshid Moussavi

 

Continuando nossa cobertura da Bienal de Veneza, a instalação de Farshid Moussavi, de Londres, no Arsenale explorou diferentes experiências na vida cotidiana e da cultura que são o resultado da arquitetura aceitando certos “common grounds”. Intitulada ‘Architecture and its Affects’, os telespectadores foram cercados por projeções de mudança de texturas e padrões, configurações estruturais e fachadas, que foram organizadas de tal forma a destacar suas influências, em vez de sua existência cronológica ou referências históricas. Mais sobre Arquitetura e seus efeitos após o intervalo.

© Emory Smith

Partindo de publicações de Harvard dos seminários de Moussavi (Function of Ornament, Function of Form and the forthcoming Function of Style), os projetos projetados nas paredes da instalação retratam a diversidade da influência gerada durante o trabalho com elementos comuns, tais como edifícios envelopes, sistemas estruturais ou tipologias de construção.

© Nico Saieh

A influência fornece a condição de “fundamento” pela qual a arquitetura se envolve com a vida e cultura. Ao invés de divulgar na pesquisa histórica para compreender o significado de tal condição de “base” a instalação de Moussavi está mais interessada na influência resultante das percepções estéticas das pessoas. “Considerando que os significados são dependentes de um background biográfico individual, influências são intensidades pré-pessoais de formas construídas. Elas são apenas a consequência de como formas construídas estão reunidas: os sistemas e tecnologia utilizadas, onde e com que finalidade “, explicou Moussavi.

© Emory Smith

Apesar de formas construídas incorporarem material e conteúdo intelectual diferentes, estas se fundem em novas formas sensoriais que, uma vez criadas, são o que são. Elas não têm conteúdo cognitivo em sua atualidade. São apenas formais e seu “significado” depende de seus efeitos e da percepção de cada indivíduo sobre elas. Efeitos são, portanto, o aspecto das formas através das quais arquitetos influenciam – sem determinar e limitar – a experiência das pessoas “, explicou a arquiteta.

© Nico Saieh

A instalação continua com a forte presença de Moussavi na Bienal; em 2004, Moussavi foi premiado com o Lion Award de Topografia na nona Bienal.

© Patricia Parinejad

Créditos:

Conceito da exibiçãoFarshid Moussavi

Instalação: Alvaro Fernandez with Phillipe Dufour-Feronce, Paniz Peivandi and Drew Cowdrey

FMA gostaria de agradecer as seguintes pessoas que estiveram envolvidas nas publicações: Michael Kubo, Zenin Adrian, Dubravko Bacic, Matthew Bennet, David Brown, Carol Chang, Soohyun Chang, Dan Clark, Joshua Dannenberg, Lucie Boyce Flather, j. Seth Hoffman, Fred Holt, Zhya Jacobs, Sharon Ki, Michelle Lee, Guy Nahum, Peter Niles, Raha Talebi, Aikaterini Tryfonidou, Sebatian Velez, Chee Xu,  Matthew Bennet, Sina Momtaz, Ahmadreza Schricker, Daniel Lopez, Garrick Ambrose, Bryan Boyer,  Adriel Mesznik, D Karnik, Matthew Allen, Lily Huang, Heien Han, Annie Barrett, Elizabeth Lovett, Jeffrey Olinger, Brian Wei Heng Yang, Ben Fortunato, Saba Zahedi, Saba, Saghafi Moghaddam, Omidreza Bayat, Mina Rafee, Jonathan A. Scelsa, David Turturo, Iman Ansari, Abraham Alucio, Jennifer French, Jian Huang, Mais Al Azab, Nicole Huang, Di Xia, Xiong Xing, Zhou Shi, Kennan Rankin, Andreas Viglakis, Trey Kirk, Jessica Knobloch, Michael Jen, Hallie Chen, Kurt Niemenin, Ashkan Sedigh, Ricardo Solar, Mark Rukamathu, Ghazal Abassy, Dammy Lee, Drew Cowdrey, Monica Earl, Marco Ciancerella, Jose Cifuentes, Didar Hussein

 

Cita:Paula Garcia Monteiro. "Bienal de Veneza 2012: ‘Architecture and its Affects’ / Farshid Moussavi" 15 May 2013. ArchDaily. Accessed . <http://www.archdaily.com.br/70526/bienal-de-veneza-2012-architecture-and-its-affects-farshid-moussavi>
comments powered by Disqus