1. ArchDaily
  2. Tezuka Architects

Tezuka Architects: O mais recente de arquitetura e notícia

Moldando o futuro: o que considerar ao projetar para crianças

© Kyungsub Shin
© Kyungsub Shin

Le Corbusier declarou em seu texto seminal, Towards a New Architecture, que “... o homem olha para a criação da arquitetura com seus olhos, que estão a 1,70 metros do chão”. Códigos lógicos e racionais como esse configuram os padrões para grande parte da produção arquitetônica - mas, é claro, essas "normas" são tão construídas quanto a própria arquitetura. Esse padrão em particular é especialmente irrelevante ao projetar para crianças, em que as premissas arquitetônicas centradas em adultos não se aplicam e nem devem ser aplicadas.

© Katsuhisa Kida © Antoine Espinasseau © John Donat RIBA Library Photographs Collection © Dorte Mandrup + 24

TED Talk: Takaharu Tezuka fala sobre seu novo jardim de infância em Tóquio

"Quando você coloca muitas crianças em uma caixa silenciosa, algumas delas ficam muito nervosas", disse o arquiteto japonês Takaharu Tezuka, fundador do escritório Tezuka Architects. "Neste jardim de infância, não há razão para ficar nervoso. Não há limites." Em uma palestra no TEDxKyoto sobre seus projeto para um jardim de infância aberto em Tóquio, Tezuka discute sua abordagem lúdica e não ortodoxa para a criação deste edifício excêntrico. O espaço não convencional dilui interior e exterior e acomoda uma variedade de programas de espaços esportivos, educacionais e de lazer. Segundo Tezuka, a ideia se baseia em uma filosofia progressiva empregada pela administração da escola: "O diretor disse: se o menino não quer ficar na sala, deixe-o ir. Ele retornará, eventualmente." Em relação às crianças, a filosofia de Tezuka é mais de empoderamento. "Não as controle. Não as proteja demais. Elas precisam cair as vezes. Elas precisam se machucar. Isto as ensina como viver neste mundo."

Playgrounds internos: arquitetura lúdica em casa

O ex-presidente dos EUA, Theodore Roosevelt disse uma vez que brincar é uma necessidade fundamental - tanto que os playgrounds devem ser acessíveis a todas as crianças, assim como são as escolas.

Em países de todo o mundo, os arquitetos estão se tornando cada vez mais inovadores ao criar ambientes onde as crianças podem explorar sua imaginação.

Hoje, os playgrounds podem flutuar no oceano ou tomar a forma de um enorme e colorido crocodilo.

A seguir você verá alguns dos melhores exemplos de parques infantis ao redor do mundo que o farão desejar voltar a ser criança.

© Flickr/njcull © MONSTRUM © Wibit Sports GmbH Cortesia de Bounce Below + 24