Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Lina Bo Bardi

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE ESCRITÓRIO

Clássicos da Arquitetura: Teatro Oficina / Lina Bo Bardi e Edson Elito

© Nelson Kon © Nelson Kon © Nelson Kon © Nelson Kon + 40

O Teatro Oficina Uzyna Uzona, popularmente conhecido como Teatro Oficina, localizado na Rua Jaceguai, no bairro da Bela Vista, em São Paulo, foi fundado na década de 1960, mais especificamente em 1958 por José Celso Martinez Correa, agindo como um teatro manifesto, marcado por grandes espetáculos entre expressões teatrais, apresentações de música, dança e performances.

Entre as diferentes décadas, o teatro revolucionou seus espetáculos cênicos de modo que a arquitetura colaborou para o acontecimento e permitiu que a dramaticidade dos espetáculos tivesse contato mais próximo ao público. A ideia inclusive foi pautada por Teat(r)o oficina, focando-se no ato, ou seja, na incorporação e diversidade de meios artísticos e espetáculos. Em uma de suas citações, o arquiteto Edson Elito, que posteriormente veio a desenvolver a reforma do Teatro, relata sua visão:

Clássicos da Arquitetura: Casa Valéria Cirell / Lina Bo Bardi

(2010). Image © Pedro Vannucchi Marcelo Ferraz (1993). Image Cortesia de Instituto Lina Bo e P.M. Bardi (2010). Image © Pedro Vannucchi (2010). Image © Pedro Vannucchi + 24

Por Marcelo Ferraz

O conjunto Cirell – casa e pavilhão – projetado por LBB em 1964 é um experimento arquitetônico purista, mascarado organicamente pelos vários materiais utilizados, incluindo aí a vegetação. Sim, a vegetação de bromélias, musgos e parasitas se funde com as argamassas de muitas pedras, conchas e nichos de terra. O purismo do projeto está justamente na geometria das formas, nas plantas e nos volumes dos dois corpos principais.

Clássicos da Arquitetura: Solar do Unhão / Lina Bo Bardi

© Manuel Sá © Manuel Sá © Manuel Sá © Manuel Sá + 7

Há coisas que não podem ser vistas até que sejam ditas. Por exemplo, que o pilar roliço central de pau d’arco seja recortado em nichos de cinco centímetros de profundidade para receber e apoiar as faces dos degraus de ipê amarelo tangentes ao raio do pilar; e que também existam peças de altura igual ao espaçamento entre degraus –dez centímetros e dois milímetros–, engastadas no mesmo pilar, que ampliam a base de apoio dos degraus. Ou que as vigas perimetrais inclinadas, que formam uma hélice dextrogira de sete segmentos retos, se encaixem duas a duas à meia madeira em suas extremidades; e que também sejam parafusadas nas faces internas dos pilares preexistentes.

Os Clássicos mais vistos de 2014

Confira quais foram os Clássicos da Arquitetura Brasileira mais vistos de 2014.

Clássicos da Arquitetura: Ladeira da Misericórdia / Lina Bo Bardi

Por Camila Dias

O edifício é constituído por um conjunto de cilindros em argamassa armada que abrigam um restaurante. O terreno no qual está implantado é um polígono irregular muito próximo a um triângulo retângulo com catetos medindo dezoito metros e quarenta centímetros, e quatorze metros e setenta centímetros, e hipotenusa de vinte e três metros e cinqüenta e cinco centímetros.

Clássicos da Arquitetura: 100 anos de Lina Bo Bardi

Hoje celebraríamos o 100º aniversário de Lina Bo Bardi.
Para comemorar, selecionamos quatro clássicos da arquiteta ítalo-brasileira já publicados pelo ArchDaily Brasil.

Clássicos da Arquitetura: SESC Pompéia / Lina Bo Bardi

© Pedro Kok © Pedro Kok © Pedro Kok © Pedro Kok + 36

Três volumes prismáticos de concreto aparente surgem ao lado dos antigos galpões da fábrica de tambores da Pompéia: um prisma retangular de trinta por quarenta metros de base e quarenta e cinco metros de altura; um segundo prisma retangular, menor e mais alto que o primeiro, de quatorze por dezesseis metros de base e cinquenta e dois metros de altura; e um cilindro de oito metros de diâmetro e setenta metros de altura.

Clássicos da Arquitetura: Casa do Chame-Chame / Lina Bo Bardi

O edifício surge ao redor a uma antiga jaqueira. O terreno situa-se na esquina de uma bifurcação e apresenta um leve aclive. Uma rampa curva contorna a esquina e um dos lados, e sobe aos fundos do terreno. É o acesso principal da casa: leva através do mesmo caminho à entrada social da casa e à garagem. O edifício é rodeado pela rampa do automóvel. Do lado oposto, uma escada sinuosa leva à entrada de serviço.

Clássicos da Arquitetura: MASP / Lina Bo Bardi

Clássicos da Arquitetura: Casa de Vidro / Lina Bo Bardi