Renzo Piano explica como projetar o museu perfeito

No artigo a seguir, publicado originalmente na Metropolis Magazine como "Q&A: Renzo Piano", Paul Clemence fala com o mestre italiano em projetos de museus sobre o processo de projetos e filosofias que o levaram ao sucesso na área - desde o croqui,passando pelo comportamento civil, até os edifícios "voadores", Piano explica o que faz um ser museu perfeito.

Há uma razão pela qual Renzo Piano é conhecido como o mestre do projetos de museus. O arquiteto projetou 25 deles, 14 sozinho nos EUA. Poucos arquitetos entendem tão bem quanto Piano - juntamente com seu escritório, o Renzo Piano Building Workshop (RPBW)- o que os diretores, curadores e, até mesmo, o que o público quer de uma instituição cultural como um museu. Quando falei com Donna de Salvo, curadora-chefe do Whitney Museum of American Art, cujo novo centro de escavações é de autoria de RPBW, ela comentou como as contribuições dos curadores foram muitas vezes incorporadas ao projeto final do edifício. "Os nossos curadores e os arquitetos tiveram um diálogo permanente durante todo o projeto do edifício", diz de Salvo. "As necessidades físicas da arte eram uma prioridade para Renzo e sua equipe, até o detalhe mais aparentemente mínimo. A nossa voz curatorial foi fundamental para a discussão e deu-nos um edifício incrivelmente dinâmico, uma matriz exclusivamente receptiva para os espaços de arte. "

Mas o que muitas vezes não é mencionado é o quão bem os edifícios de Piano, particularmente seus museus, se comunicam com os seus respectivos entornos. Os edifícios não apresentam apenas bom desempenho, mas integram-se na vida da cidade, como se sempre estivessem ali. De Beaubourg ao Edíficio The New York Times, eles abraçam plenamente o espaço e a energia de seus contextos urbanos. Agora, com dois de seus projetos mais recentes e de muito alto perfis de museus perto da conclusão, a reforma e ampliação do Museu de Arte de Harvard (com abertura prevista para este Outono) e do Museu Whitney de Arte (que deverá estar em uso até a Primavera de 2015), eu tive a oportunidade de me encontrar com Renzo Piano em seu escritório em Meatpacking District para falar sobre o processo criativo, as críticas, a arquitetura contemporânea, e os edifícios "voadores".

Sinagoga e Centro Comunitário C.I.S. / JBA + Gabriel Bendersky + Richard von Moltke

Jb_cis_t-19
© Aryeh Kornfeld

10 equipes que querem mudar o mundo através da arquitetura

A arquitetura tem um enorme poder de mudar o mundo. Diariamente os arquitetos tomam decisões que são muito mais determinantes  do que pensamos, nossos desenhos não apenas determinam a maneira que espacialmente habitamos a cidade e o território, mas que além disso definem socialmente quem somos, como nos relacionamos com as outras pessoas, quais possibilidades temos.

Uma série de escritórios ou instituições ao redor do mundo estão saindo de seu contexto imediato para voltarem-se para zonas e comunidades onde a boa arquitetura parece não chegar, desafiando os estilos e as lógicas de trabalho tradicionais para demonstrar que nossa influência, aplicada de forma solidária e colaborativa, realmente pode fazer uma grande diferença.

A seguir, 10 experiências inspiradoras.

O Sonho Chinês: Originalidade arquitetônica não incluída

Procurando a casa dos seus sonhos? Cerca de madeira, garagem (com carro incluído), tabela de basquete e flores no jardim, disponível agora no tranquilo bairro de Rancho Santa Fé, em Xangai, China. De acordo com esse artigo do The Guardian, "O Sonho Chinês" está se espalhando pela República Popular, com modelos ocidentais de planejamento replicados que mostram resultados tão ineficazes quanto os originais. O artigo expõe uma visão do papel do fetichismo arquitetônico americano na China de hoje, e como o governo está lutando para conter essa tendência. Leia o artigo completo aqui.

Hub Créatic / Tetrarc Architects

  • Arquitetos: Tetrarc Architects
  • Localização: Nantes, França
  • Chefe Do Projeto: Alain Boëffard
  • Diretor Do Projeto: Patrick Moreuil
  • Estagiários: Patrick Moreuil, Marc-Antoine Bouyer, Hervé Martin
  • Área: 6520.0 m²
  • Ano Do Projeto: 2014
  • Fotografias: Stéphane Chalmeau

MIMALISM / MIMA Lab

A série de móveis MIMALISM, produzida pelo estúdio MIMA Lab, procura despertar emoções no observador através da exploração simultânea da forma, material e toque. Materiais tradicionais são combinados e retrabalhados em formas sofisticadas e estilizadas, enquanto que a oscilação entre valores opostos – rígido e macio, frio e quente – cativa os sentidos do observador.

Perfeição é o principal objetivo de MIMALISM, assim, cada peça é produzida em Portugal pelos profissionais mais qualificados e dedicados.

Assim como uma obra de arte, essas peças de mobiliário têm o poder de tocar as emoções e sentidos do observador.

Casa em Kashiwa / Yamazaki Kentaro Design Workshop

  • Arquitetos: Yamazaki Kentaro Design Workshop
  • Localização: Masuo, Kashiwa, Chiba, Japão
  • Área: 107 m²
  • Ano Do Projeto: 2014
  • Fotografias: Courtesy of Naoomi Kurozumi Architectural Photographic Office

"Ciclistas Urbanos": Um projeto fotográfico que expõe a diversidade entre os adeptos do ciclismo nas cidades

"O uso da bicicleta como meio de transporte no âmbito urbano transcende a origem, idade e condição social das pessoas que a utilizam." Assim pensa o fotógrafo e ciclistas espanhol, José Miguel Llano, que há 27 anos se dedica a documentar as diversas formas de ciclismo, seja turístico, nas montanhas ou em centros urbanos.

Seu mais recente trabalho, "Ciclistas Urbanos", é um projeto que nasceu com o objetivo de reivindicar o uso da bicicleta como meio de transporte diário que, em sua opinião, é um estilo de vida. Através de uma coleção de 200 retratos de ciclistas, esse fotógrafo busca documentar uma face da sociedade do início do século XXI.

Conheça seu projeto a seguir.

Menção Honrosa no Prêmio Rogelio Salmona: Centro Cultural Palacio de la Moneda y Plaza de la Constitución / Undurraga Deves Arquitectos

Publicamos recentemente os resultados do Prêmio Rogelio Salmona, que selecionou como vencedor o projeto Edifício Projeto Viver do escritório paulistano FGMF. Entre os projetos que concorriam estavam representantes de todas as regiões da América Latina e Caribe e além do escritório brasileiro ter levado o prêmio, menções honrosas foram concedidas a Mathias Klotz e Ricardo AbuauadNdurraga Deves Arquitectos; e Andrés Mignucci Arquitectos. 

Veja a seguir o projeto de Undurraga Deves Arquitectos. 

menção honrosa

Competição: Prêmio Rogelio Salmona
Premio: Menção Honrosa
Projeto: Centro Cultural Palacio de la Moneda y Plaza de la Constitución
Autores: Undurraga Deves Arquitectos, Santiago, Chile, 2005

Edifício Residencial Algarrobos / Seijo Peon Arquitetos e Associados

  • Arquitetos: Seijo Peon Arquitectos y Asociados
  • Localização: Merida, Yucatan, México
  • Arquiteto Responsável: Juan Carlos Seijo Encalada
  • Colaboradores: Rossana Xacur Hernández e Patricio Cáceres Lara
  • Construtora: CG Imobiliária
  • Área: 8429.0 m2
  • Ano Do Projeto: 2013
  • Fotografias: Tamara Uribe

Extensão Residencial Le Noirmont / Dubail Begert Architectes

Vídeo: Projection mapping no Teatro Nacional de Weimar / KLANG³

Três jovens arquitetos do coletivo ruestungsschmie.de - com sede em Dresden, Alemanha - compartilharam conosco seu mais recente projeto de video mapping sobre a fachada do Teatro Nacional de Weimar.

Trabalhando em parceria com Sound Selektor, os sons foram gravados dentro e fora do edifício, utilizando a arquitetura e seus elementos como instrumentos [portas, janelas, escadas, etc.]. A exibição simples e abstrata dos elementos arquitetônicos e sua correspondência com os sons é a base sobre a qual se desenvolve a proposta.

* Mais detalhes sobre o trabalho de ruestungsschmie.de aqui.

Cinema e Arquitetura: "Arquitetura, A Transformação do Espaço"

Esta semana em Cinema e Arquitetura, apresentamos uma produção nacional: “Arquitetura, A Transformação do Espaço”, dirigido por Walter Lima Jr, o filme é dividido em três movimentos e nos apresenta uma síntese histórica da arquitetura brasileira, com depoimentos de grandes ícones como Burle Marx, Lina Bo Bardi e Gregori Warchavchik. Além disso, o diretor nos traz a visão de outros importantes arquitetos, peões, estudantes e transeuntes anônimos, brindando uma outra perspectiva sobre a concepção dos espaços e da Arquitetura.

Exposição "Experiência Escher" em Campinas

Entre os dias 30 de agosto e 28 de setembro o Iguatemi Campinas recebe a exposição “Experiência Escher”, que exibe algumas mais famosas obras do artista holandês.

Swedbank / 3XN

  • Arquitetos: 3XN
  • Localização: Landsvägen, Sundbyberg, Suécia
  • Área: 45000.0 m²
  • Ano Do Projeto: 2014
  • Fotografias: Adam Mõrk