Ampliar imagem | Tamanho original
Icebergs que se transformam em hubs multifuncionais para pesquisa, transporte e alojamento é a nova proposta desenvolvida no estúdio liderado por Zaha Hadid na University of Applied Arts in Vienna. Concebido pelo estudante de arquitetura Sergiu-Radu Pop, o projeto propõe um ponto de chegada na última fronteira do desenvolvimento mundial e emprega o biomimetismo como ferramenta primária, replicando os contornos assimétricos da costa continental. Saiba mais sobre essa instalação de pesquisa na Antártida, a seguir. A proposta é inegavelmente influenciada pelas estruturas de Zaha Hadid, remetendo aos trabalhos de arquitetura náutica desenvolvidos pela arquiteta. O edifício se projeta sobre a água e para o alto, com uma torre revestida de vidro. Enormes teias de aço se entrelaçam sobre as plataformas abertas da instalação, harmonizando com a topografia do local. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar