Ampliar imagem | Tamanho original
Shenzhen é a cidade que mais cresce no mundo atualmente, uma expansão urbana de aproximadamente 1000 novos hectares de áreas urbanizadas a cada ano. Não muito distante dali, cerca de 35 quilômetros à leste, encontra-se um pequeno povoado litorâneo chamado de Xiaomeisha. Implantada junto à Baía de Dapeng e cercada por montanhas em três de seus quadro lados, a cidade de Xiaomeisha sempre foi uma espécie de refúgio natural para aqueles que procuram escapar do caos da vida na cidade grande. É neste contexto que surge o projeto da Ponte Dividida, uma passarela convidativa sobre a superfície tranquila do pequeno lago que corta a cidade. A ideia proposta pela equipe do Jane Z Studio divide a passarela em dois percursos distintos: um mais direto e linear, e outro contemplativo e topográfico. A ponte, com um total de oito metros de largura, foi dividida em duas faixas de quatro metros. A primeira fornece uma ligação direta entre uma margem e outra, e foi pensada pra ser utilizadas para caminhadas, corridas, ciclismo, cadeiras de rodas e carrinhos de bebê. A segunda, por sua vez, opera como uma espécie de trilha, com pontos altos e baixos que permitem aos transeuntes aproximarem-se da superfície do lago ou observá-lo desde pontos mais altos, como mirantes. Como resultado disso surge uma ponte de design aerodinâmico que faz com que as pessoas desacelerem o passo, ou em outras palavras, oferece aos visitantes uma oportunidade para reduzirem de marcha. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar