Ampliar imagem | Tamanho original
O Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Industriários - IAPI contratou um importante arquiteto carioca, Paulo Antunes Ribeiro, presidente nacional do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) nos anos 1950, para elaborar este projeto situado no bairro industrial na Mooca, região já bastante consolidada na década de 1940. Ocupando um grande vazio urbano, o conjunto é formado por dezessete blocos, que foram implantados buscando obedecer a uma organização racional, embora sem o mesmo rigor geométrico que Attilio Corrêa Lima havia adotado na Várzea do Carmo. No fracionado tecido urbano da Mooca, Ribeiro introduz um projeto urbanístico moderno, que elimina o tradicional parcelamento do solo e cria um grande espaço público onde os blocos são implantados junto às áreas verdes. ​O desenho do bloco é original e diferenciado em relação aos modelos desenvolvidos pela equipe do IAPI. Ribeiro adotou uma solução inédita no pavimento térreo com a utilização de pilotis apenas na sua face frontal, formando uma “colunata”, que confere uma particularidade ao conjunto. Criou-se, assim, uma galeria coberta (loggia) ao longo do edifício, que garante proteção contra o sol e a chuva, além de gerar um pequeno espaço de convívio, ampliado junto às escadas. Os pilotis redondos dão à colunata um ar imponente e ao bloco, uma monumentalidade sutil e marcante, lembrando, guardadas as devidas proporções, as ruas e avenidas implantadas na mesma época, sob influência da arquitetura moderna, no Rio de Janeiro, especialmente a Avenida Presidente Vargas. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar