Ampliar imagem | Tamanho original
A história desta casa se inicia pela sua localização. Passando por belos campos repletos de nogueiras, cerejeiras e damascos ao longo do rio, deparamo-nos com um vasto jardim junto à montanha, com excelentes vistas para a estrada e planícies ao sul. O intuito era criar um edifício distinto, como um monumento, localizado na entrada da cidade. A formação do conceito buscou considerar a arquitetura contextual com a menor influência no puro jardim, e promover  uma aproximação com o meio natural. Desta forma, a residência, nomeada Villa Gray, foi projetada e construída, de forma que, não se relaciona apenas com a natureza, mas também procura interagir com o contexto de forma moderna. Rochas irregulares e altas montanhas nos levaram a desenvovler um projeto ordenado, respeitando o meio ambiente. O uso da pedra de basalto, um material vernacular, enriqueceu a conexão com o contexto. A cor cinza e o volume monumental, neste mesmo tom, induzem a composição neutra. O edifício tenta se unir ao contexto, apesar da aparência formal de todo o volume, com diversas subtrações e adições. O projeto potencializou a entrada de luz natural em todas as direções, produzindo diferentes tonalidades e sombras. A casa possui excelentes vistas sobre as montanhas do norte, bem como para as planícies do sul, o rio e a estrada principal. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar