Ampliar imagem | Tamanho original
A casa foi desenhada para usufruir ao máximo a vista do bosque lateral. Devido às dimensões do terreno – estreito na largura e longo no comprimento_ optamos por pequenos páteos. No acesso frontal, uma grande marquise de concreto aparente, que, mais que um abrigo para os carros, faz a função de uma praça coberta ligada diretamente ao bosque. A entrada da casa para os visitants se dá à partir desta praça e passa por uma galeria com várias aberturas para a lateral de modo a minimizar a sensação de estreiteza do terreno e estabelecer a maxima conexão com a area externa. Nesta galeria se encontra o quarto principal com seu páteo privado. Esta localização não muito usual propiciou que as áreas de usos coletivos aproveitassem mais a profundidade do lote. No segundo pavimento estão os outros quartos voltados para o bosque, além de uma sala íntima e um vazio com várias aberturas protegidas por brises metálicos que permitem usufruir a vista da da copa das árvores. Mais uma vez , procuramos aproveitar ao máximo estas vistas e de modo a fazer uma maior conexão com o entorno buscamos tirar partido dos materias naturais como tijolo, pedra, concreto e madeira.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar