Ampliar imagem | Tamanho original
A pedagogia Reggio Emilia foi criada no período pós-segunda-guerra, por iniciativa de mães viúvas e sob a coordenação do pedagogo e jornalista Loris Malaguzzi. Em uma época de reconstrução das cidades, a preocupação primordial do grupo era em relação às novas escolas, onde desejavam criar um ambiente tranquilo, acolhedor e alegre (com uma atmosfera de lar) onde as crianças pudessem ficar enquanto as mães trabalhavam. Entender os interesses da criança e proporcionar um ambiente adequado para permitir experimentos e exploração é um dos pontos focais dessa pedagogia. A preparação de um ambiente seguro e estimulante é tão fundamental que, em muitas literaturas, ele aparece como um terceiro professor. A criança é entendida como um ser potente e capaz; sua curiosidade inata é o combustível que guia seu aprendizado, pois é através dela que a criança experimenta, absorve e constrói seu aprendizado sobre o mundo. E seu desenvolvimento deve ocorrer em todas as suas linguagens: expressivas, comunicativas, cognitivas, éticas, lógicas, imaginativas e racionais. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar