Ampliar imagem | Tamanho original
A pauta do reuso e da reciclagem no contexto da construção civil é de extrema relevância, sobretudo ao se considerar os montantes de produção de resíduo e consumo de energia envolvidos nos processos ligados ao canteiro de obras. Elementos construtivos forjados a partir da reelaboração da função de antigos objetos ou materiais, representam uma oportunidade objetiva de aderir às formas de pensar no reaproveitamento como caminho para um futuro mais sustentável e responsável. Dentro do campo da arquitetura e da engenharia, o mais comum é que esse tipo de material, quando recuperado ou reciclado a partir de demolições de construções existentes, por exemplo, sirva às estrutura ou fachadas das novas obras. Nem tão recorrente é seu uso nos ambientes internos, que costumam ter características mais apáticas ou um uso exagerado de revestimentos que ocultam os materiais constituintes dos edifícios. Apesar disso, a presença desses materiais na parte de dentro de casas, apartamentos, hotéis, ou quaisquer tipos de programa, pode ganhar uma nova conotação ao atestar a urgência em expandir e proliferar a conscientização em relação às práticas cotidianas sustentáveis e engajadas em reduzir o impacto ambiental consequente das formas de organização e produção da sociedade do capital. Os exemplos alternativos de grupos e pessoas empenhadas em uma relação harmoniosa e sincronizada com os ciclos da natureza existem e ocupam espaço em diversas partes do mundo há muito tempo, e seu legado pode se transpor de diversas formas à produção massiva contemporânea de arquitetura. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar