Ampliar imagem | Tamanho original
Em tempos de grande esforço comercial, onde cada vez mais, ideias em Arquitetura parecem inclinar-se a representação hiperrealista, na tentativa de convencer seus clientes (ou júri, no caso de concursos de arquitetura) de que a futura execução trará tamanha qualidade quanto a fantasia da imagem, os renderings assumem alto grau de importância na apresentação dos projetos. Por esta perspectiva, é comum que anualmente haja novas atualizações, bem como o surgimento de novos programas especializados em renderizações, ferramentas capazes de atingir resultados tão impressionantes que chegam a confundir as imagens finais com fotografias, cruzando o irreal com a noção de ultra realidade.  Mas, engana-se quem pensa que produzir imagens hiperrealistas depende simplesmente de único programa ou processo de edição. Além da etapa de modelagem e renderização, sendo esta última o processo para combinação de um material bruto do modelo com imagens de texturas somado ao controle virtual da qualidade dos materiais (opacidade, transparência, níveis de brilho, rugosidade, entre outros),- a pós-produção é a chamada "cereja do bolo", responsável por realizar o cruzamento da imagem renderizada a outras texturas e efeitos visuais através dos softwares de tratamento de imagem. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar