Ampliar imagem | Tamanho original
A primeira unidade do projeto CURA de Carlo Ratti foi instalada em um hospital de campanha em Turim, norte da Itália, uma das regiões mais atingidas pela pandemia de coronavírus. Lançada há quatro semanas, a iniciativa de converter contêineres comerciais em unidades de terapia intensiva para pacientes com COVID-19 foi concretizada em tempo recorde. O primeiro protótipo CURA foi realizado com o patrocínio da UniCredit e começou a receber pacientes em 19 de abril. Montada rapidamente, cada cápsula é “tão segura quanto uma ala de isolamento regular, graças a biocontenção com pressão negativa”. Com mais unidades sendo construídas em diversas partes do mundo, dos Emirados Árabes Unidos ao Canadá, o CURA, sigla em inglês para Unidades Conectadas para Doenças Respiratórias, pretende ser uma alternativa de “unidade compacta de UTI, rápida de implantar e segura para os profissionais da saúde." Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar