Ampliar imagem | Tamanho original
O projeto localiza-se na residência do Embaixador Francês no Gana. O carácter excepcional deste local é marcado pelo valor arquitetônico do edifício existente, uma arquitetura colonial rara dos anos 50, e pela qualidade territorial do parque de três hectares. A linguagem do novo edifício inspira-se destes dois elementos do contexto. A nova embaixada foi concebida como uma arquitetura sóbria e compacta. Os volumes, perfurados por dois pátios, sobrepõem-se racionalmente para compor uma entidade coerente. A relação entre o projeto e o edifício existente é reforçada pelo uso de particularidades similares como as palas (lâminas horizontais) e as varandas. As lâminas horizontais criam passagens cobertas ao longo do edifício. O ritmo das fachadas reflete a organização espacial interior do edifício, assim como o ritmo dos espaços. A sistematização do módulo de fachada como base da trama do edifício atribui um carácter modular global aos espaços. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar