Ampliar imagem | Tamanho original
O conceito do edifício responde às necessidades e oportunidades que oferece a antiga vizinhança La Carolina, no centro de Cuernavaca. Um bairro tradicional inserido na topografia sinuosa de Cuernavaca, com uma densidade populacional alta e poucos espaços para áreas de lazer. Uma importante pesquisa realizada pelo Ministério da Cultura do Estado revelou como resultado que nesse bairro e seus arredores havia 25 orquestras, com mais de 25 membros cada uma; vários equipamentos de futebol, muitas crianças e jovens interessados em serigrafia e fotografia; além da necessidade de um espaço comum onde cultura, recreação e esporte fossem uma fonte de energia para suas vidas diárias, corrigindo, assim, as rupturas entre vizinhos da área histórica. Assim imaginamos um grande vazio, como um fórum para abrigar qualquer tipo de atividade; desde uma partida de futebol informal, até apresentações teatrais ou ensaios de concertos. Pensando no maravilhoso clima de Cuernavaca, imaginamos um edifício que permitisse ao usuário romper as barreiras entre interior e exterior. Um trânsito flexível, com terraços ao ar livre e várias circulações que permitem acessos diversos às diferentes áreas de trabalho e seus terraços. Pensamos em um edifício "pérgola", que permitisse com sua grande altura dar sombra ao nível do solo, e, para que as áreas de trabalho multiplicassem seu tamanho, abrimos grandes janelas ao norte e fechamos completamente a fachada sul, atingindo um grau correto de iluminação e evitando exposição solar. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar