Ampliar imagem | Tamanho original
De piscinas cobertas, fontes externas tranquilas a cachoeiras e lagos de enormes proporções, a arquitetura historicamente envolveu a água de maneiras infinitamente inovadoras. Muitas vezes servindo a funções estéticas, mas também atuando como centros de atividade ou promovendo a sustentabilidade, os elementos aquáticos podem assumir inúmeras formas e servir a múltiplos propósitos. Abaixo, sintetizamos uma série de elementos de água adotados por projetos arquitetônicos contemporâneos inovadores, variando de residências unifamiliares a vastos complexos comerciais. Piscinas cobertas e ao ar livre Embora a piscina seja um elemento comum das residências em climas quentes, alguns arquitetos ultrapassam os limites de seus formatos convencionais. A Casa de Fim de Semana, de SPBR Arquitetos, no centro de São Paulo, eleva sua piscina para maximizar a luz do sol, garantindo que o entorno denso de casas vizinhas não atrapalhe esse recurso essencial. No térreo, espelhos d'água servem um jardim interno exuberante, abrigando o espaço principal no piso central com elementos naturais de ambos os lados. A Jellyfish House, de Wiel Arets Architects, também possui uma piscina elevada, suspensa no volume principal e exibindo uma borda infinita. Com um fundo de vidro e uma janela panorâmica na borda anexa, a piscina filtra a luz solar para a casa e para o espaço abaixo, criando reflexos flutuantes da luz azul. Esses projetos desafiam o conceito tradicional de piscina enterrada e interagem exclusivamente com a luz e a natureza. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar