Ampliar imagem | Tamanho original
O projeto, que tem uma área bruta de 3030 m2, insere-se numa área consolidada da cidade do Funchal, marcada pela grande heterogeneidade tipológica das edificações envolventes. As significativas variações topográficas e a localização foram determinantes para a conceção deste conjunto maioritariamente habitacional que inclui também uma vertente de Hotel. Vinte e um apartamentos de luxo compõem este conjunto habitacional, opção que se vê refletida na escolha dos materiais, acabamentos e paleta de cores, tanto no interior como no exterior. O seu desenvolvimento em dois blocos garante um maior desafogo, melhor exposição solar, e melhores possibilidades a nível de vistas. Os volumes dissociam-se da via e dos demais limites do terreno, abrindo espaço para que o edifício assuma a sua presença na envolvente com maior independência, reforçando a sua identidade arquitetónica. Surgem, também assim, áreas verdes ao seu redor, com diferentes características – tanto de utilização comum, como uma utilização privativa, de onde se destaca a sebe que marca a fronteira entre a Rua João Paulo II e o edificado. A criação deste elemento verde teve como objetivo fundir a vivência urbana da envolvente com o novo edificado evitando-se, desta forma, uma fronteira demasiado rígida entre esta coexistência. Este elemento assume ainda grande importância para a vivência espacial dos andares térreos, na relação com a envolvente próxima. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar