Ampliar imagem | Tamanho original
Multiculturalismo é um termo que atravessa qualquer narrativa histórica e cultural referente à África do Sul. Com a sua arquitetura não poderia ser diferente, uma mistura de tradições e técnicas construtivas vernaculares, modernismo e novas tecnologias. Atualmente, a arquitetura contemporânea sul-africana está ganhando cada dia mais visibilidade no cenário internacional, estruturas que exploram novas abordagens e experimentam diferentes estratégias formais e espaciais em um contexto histórico e cultural vibrante e diverso.  O território sul-africano se estende ao longo dos oceanos Atlântico Sul e Índico e faz fronteira com cinco países. Ainda que maioria da população seja de ascendência étnica Bantu, a África do Sul é composta por uma enorme variedade de grupos étnicos menores, uma profusão de diferentes idiomas e culturas, tanto que onze línguas são consideradas oficiais no país. Todas as minorias contam com representantes políticos na república parlamentarista da África do Sul. A arquitetura do país, por sua vez, pode ser vista como um reflexo deste cenário democrático e multiétnico. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar