Ampliar imagem | Tamanho original
Primeira impressão. O terreno, localizado em uma ruela próxima à uma das principais ruas de Ginza, foi abandonado há três anos antes do início da construção do projeto. Em forma de L, possui uma fachada voltada para a rua de apenas 2,7 metros, enquanto todas as outras estão cercadas por prédios altos. Esse local em particular e sua forma estreita sugerem a ideia de cruzar de uma rua para outra. Esse sentimento, bem como a importância da luz natural zenital são as duas diretrizes que direcionaram o projeto. Conceito. Entre as ruas principais de Ginza existem inúmeras que diferem radicalmente da ideia que as pessoas devem transitar por esta área, com fachadas transparentes e vitrines; pelo contrário, encontramos edifícios sólidos e pouco atraentes. Ao encontrar o terreno em um desses locais sentimos que, em meio a essa área movimentada, seria necessário criar um edifício icônico que fizesse com que as pessoas olhassem para cima, como um campanário.Projeto. Como possui condições muito restritivas, tentamos maximizar a área e a altura ao máximo. O edifício é dividido em dois volumes: um grande na parte posterior e outro mais fino na parte frontal, que se conecta à pequena ruela. No meio desses dois volumes há uma escada compacta que os conecta organicamente, já que cada um difere em altura. Ela serve como o espaço central naturalmente iluminado, onde os diferentes ambientes são vistos e também pode ser usada como um showroom de produtos para cada um dos inquilinos ou como um espaço de exposição devido à sua singularidade. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar