Ampliar imagem | Tamanho original
Em um terreno entre montanhas, de topografia complexa, povoado por cedros e carvalhos de tamanhos generosos, uma pequena residência é projetada. O programa, de aproximadamente 200 m², é muito reduzido em relação aos 2.660 m² do terreno, levando a propor um desenho que aproveita a topografia e as vistas, respeitando quase todas as árvores existentes. Ele inicia em um projeto de dois níveis, ambos localizados no térreo, mas em diferentes alturas, de modo que cada um trabalhe como uma peça independente e aberta para a vegetação e paisagem. As pequenas áreas construídas entre as árvores levam à projeção de dois prismas, um privado e outro social, flutuando sobre o canal que atravessa o terreno. A parte em balanço é resolvida com uma viga criada quando rotacionamos gradualmente a parede contendo o volume privado até transformá-lo em uma laje. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar