Ampliar imagem | Tamanho original
O fotógrafo madrilenho Zisko Gómez registra o recente interesse pelo arquiteto espanhol Fernando Higueras em sua série de fotos sobre o projeto “La Corona de Espinas” [ou, A Coroa de Espinhos]. Atualmente, o prédio serve de sede do Instituto para o Patrimônio Cultural da Espanha. Fernando Higueras, falecido em 2008, deixou sua marca na arquitetura espanhola mostrando uma habilidade de mesclar estilos arquitetônicos construtivistas e orgânicos. Higueras também foi músico, pintor, escultor e fotógrafo e foi premiado com numerosos reconhecimentos nestes campos, bem como na arquitetura. Em 2002, a Câmara Municipal de Madri decretou o tombamento de três de seus projetos: A Coroa de Espinhos, a Escola Estúdio em Aravaca, e a UVA de Hortaleza. A Coroa de Espinhos foi construída entre 1967 e 1970 e se localiza em Madri. A estrutura circular é feita em concreto armado aparente, no entanto, esse material tipicamente brutalista é contrastado pela forma radialmente simétrica; a simetria radial é encontrada frequentemente na natureza e a forma arredondada do edifício lhe confere uma qualidade idealista e anti-funcionalista. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar