Ampliar imagem | Tamanho original
A Bienal de Veneza de Artes é uma ótima oportunidade para pensar "fora da caixa". Desde os eventos colaterais que trazem novos usos para edifícios centenários até os pavilhões dos países em Giardini ou Arsenale, um arquiteto pode aprender muito visitando a bienal mais antiga do mundo. Aqui estão 7 pavilhões imperdíveis se você visitar Veneza antes do término da Bienal, no dia 24 de novembro. GanaGhana Freedom Intitulado com o nome da música composta por E.T. Mensah, na véspera da independência da nova nação em 1957, este é o primeiro Pavilhão de Gana na Bienal. Ele examina os legados e trajetórias dessa liberdade por seis artistas. Enraizado tanto na cultura de Gana como nas suas diásporas, o pavilhão foi concebido por Sir David Adjaye. O trabalho de cada artista é exibido em espaços interconectados de forma elíptica que são revestidos com terra de origem local em estruturas clássicas em Gana. É uma exposição que difere de todos os outros pavilhões através do seu espaço e arte, um lugar para mergulhar na cultura incrível e exponente desse país.. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar