Ampliar imagem | Tamanho original
Da década de 80, o prédio em lâmina com orientação norte-sul, do renomado arquiteto campineiro Gilberto Pascoal, agradava e muito os clientes. Sol da manhã nos quartos, grandes aberturas e consequentes iluminação e ventilação natural abundantes, além da privilegiada localização na cidade, fazia valer a pena o grande desafio que estava por vir. A reforma deveria englobar todos os ambientes e incluir a troca de todas as janelas da cobertura, além dos pisos, revestimentos, portas, fiação elétrica, tubulações hidráulicas, relocação da prumada, marcenaria e impermeabilização do andar superior. O projeto preservou a distribuição interna original, com exceção da alteração da lavanderia, wc superior, e da retirada de algumas paredes que deram lugar a portas de correr de vidro. Na cozinha, agora integrada, uma viga de concreto foi deixada aparente e figura como protagonista do andar inferior, já que não apenas marca o limite da cozinha com as salas, como revela a brutalidade do concreto, com as marcas dos pregos e de alguns enchimentos de papelão despertando sempre a atenção das visitas. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar