Ampliar imagem | Tamanho original
A arquitetura, tal como a arte, possui a capacidade intrínseca de inspirar e emocionar as pessoas. Muitas vezes, edifícios e espaços nos deixam marcas tão profundas que as carregamos conosco ao longo de nossas vidas, especialmente quando a arquitetura transforma e ecoa as memórias de um lugar.  The Mask é um espaço de contemplação, um refúgio arquitetônico e um retiro espiritual. Concebido pelos arquitetos da WOJR, o edifício foi projetado para um indivíduo que perdeu seu irmão mais novo, afogado em um lago em Ithaca, Nova Iorque. Depois da tragédia, o lago tornou-se um sinônimo de luto e reflexão, um espaço contemplativo em memória do falecido irmão. Sua planta de cento e oitenta metros quadrados encontra-se elevada sobre uma plataforma que, embora encaixada na borda da floresta, se projeta para fora dela como que se buscado retomar o fôlego depois de um longo mergulho. Ao entrar na casa, os espaços interiores se desdobram como pequenos refúgios, configurando uma série de espaços interconectados que proporcionam uma forte sensação de aconchego e proteção. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar