Ampliar imagem | Tamanho original
A construção de um mundo solidário e pacífico só será possível com a reunião das ‘pedras’ de todos. Dois grandes muros de concreto (ciclópico na aparência), construídos com as mais variadas pedras das mais variadas procedências e cores - arenito, granito, basalto, mármore, calcário, etc. - estruturarão física e simbolicamente o novo centro comunitário Shalom. pedras que perpetuam a memória do tempo (ou o tempo da memória), trazidas dos mais variados recantos por todos aqueles que participam das atividades da Comunidade Shalom.  Implantamos o edifício no sentido longitudinal do terreno, com entrada principal pela rua das fiandeiras e entrada secundária pela Rua Cavazzola, alinhado com o muro das casas adjacentes, com o objetivo de liberar o máximo de espaço de jardim no recuo junto ao belo arvoredo da rua ribeirão claro. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar