Ampliar imagem | Tamanho original
Arata Isozaki é o sétimo arquiteto japonês a ser laureado pelo Prêmio Pritzker. Para além da importância de sua produção arquitetônica, Isozaki teve papel fundamental na divulgação da cultura nipônica para o Ocidente. Em 1978, por exemplo, concebeu a exposição “Ma: Espaço-Tempo do Japão” para o Museu de Artes Decorativas de Paris, a qual tinha o propósito de apresentar a noção japonesa de espaço e tempo para o resto do mundo por meio do conceito “ma”.  Conforme explica a pesquisadora Michiko Okano, “ma” é um princípio que está intrínseco nos hábitos e nas manifestações culturais japonesas. Com diversas semânticas, “ma” pode significar tanto o intervalo entre as coisas – o espaço entre objetos, o silêncio entre sons ou a quietude entre as ações – como a sobreposição do espaço e tempo, como prefere Isozaki. Segundo ele, “o tempo e o espaço são absolutos, homogêneos e infinitos no Ocidente, enquanto, no Japão, são moventes, criando uma relação entre si, em permanente estado de interdependência, emaranhados de maneira indissolúvel” [1]. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar