Ampliar imagem | Tamanho original
Com a mudança da indústria no último século, seja em termos de forma, localização ou tipo, os espaços de produção espalhados pelo mundo ocidental foram reaproveitados. Não há dúvidas ao ver essas estruturas. As grandes janelas, tetos altos e plantas otimizadas para o trabalho fabril agora marcam os espaços da “indústria criativa”. Pense na renovação do Tate Modern (de uma antiga central elétrica) realizada pelo escritório Herzog + de Meuron, ou na recente transformação colaborativa de um pátio de locomotivas em biblioteca nos Países Baixos. Tais espaços tornaram-se tão populares (e financeiramente viáveis) que houve até um aumento no número de novas estruturas que os imitam. Não sem razão. A flexibilidade e a escala dessas estruturas os tornam ideais para uma grande variedade de usos, desde exposições de arte a apartamentos em "estilo loft" e escritórios.  Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar