Ampliar imagem | Tamanho original
Para suas tradicionais listas de cidades, este ano a Metropolis Magazine adotou uma abordagem incomum: uma pesquisa de campo, perguntando para cerca de 100 profissionais do campo do design de todo o mundo suas opiniões e palpites. O resultado? Uma lista que apresenta não apenas as cidades que você esperaria (Milão, Londres, Berlim), mas algumas potências que podem não ter sido notadas até agora.  Isso não significa que a lista seja totalmente imprevisível. Londres e Milão, por exemplo, aparecem constantemente em listas desse tipo simplesmente porque são centros de design - é difícil imaginar uma lista sem essas cidades. Mas, por mais que tentemos evitar, o design tende fomentar gentrificação - e um posto em uma lista como essa pode implicar em problemas em relação a questões de acessibilidade, igualdade e homogeneização da cultura local. Como os movimentos de design nessas 10 cidades continuam a crescer, há a responsabilidade de garantir a permanência das características que tornaram essas cidades atraentes em primeiro lugar. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar