Ampliar imagem | Tamanho original
Em todo o mundo, aglomerados urbanos apresentam, em maior ou menor grau, diferenças sociais e econômicas. Refletidos no espaço, esses desequilíbrios de renda e acesso à educação, saúde, saneamento e infraestrutura geram rupturas mais ou menos visíveis - embora drasticamente sentidas. Realidade cotidiana para alguns, as desigualdades sócio-espacias podem passar despercebidas aos olhos de outros, sobretudo do nível do chão - do ponto de vista individual que, por definição, não abrange o todo. De cima, a partir de um olho imaginário que enxerga a totalidade das relações, ignorar essas desigualdades seria mais difícil - é isso que nos apresenta a série Unequal Scenes, do fotógrafo sul-africano Johnny Miller. Feitas a partir de um drone, as fotografias aéreas de Miller procuram destacar as rupturas no espaço físico causadas tanto pela discrepância de acesso a serviços básicos como por questões culturais e raciais. Iniciado em seu país natal, o projeto registra assentamentos de Joanesburgo e cidades próximas marcados por cicatrizes deixadas pelo apartheid - barreiras físicas que condicionam o desenvolvimento local até hoje, 24 anos após o fim do regime. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar