Ampliar imagem | Tamanho original
O concurso visava a concepção urbana, ambiental, sociocultural, econômica e de gestão de uma área de 514 hectares localizada na cidade de Assunção, capital do Paraguai,  em terrenos alagáveis junto ao Rio Paraguai e próxima ao Centro Histórico, dotada de alta fragilidade ambiental e social, com milhares de famílias vivendo em habitações precárias em área de risco. Foram 41 projetos inscritos com participantes dos Estados Unidos, México, Portugal, Espanha, República Dominicana, Brasil, Chile, Uruguai, Argentina, Peru, Equador, Bolívia, São Tomé e Príncipe, e Paraguai. A equipe brasileira composta pelos escritórios TESE Tecnologia Arquitetura e Cultura LTDA e Oficina Urbana de Arquitetura (OUA) recebeu a única menção honrosa. O edital visava a elaboração de uma proposta de projeto de desenho urbano, incluindo o desenho dos espaços urbanos, visando a conexão da área com o restante da cidade e que favorecesse a conexão entre a cidade e o rio, tendo como base os princípios e diretrizes do Plano Diretor da Franja Costeira Norte. Os critérios de julgamento centraram-se na necessidade de recuperar e valorizar a dimensão urbano-ambiental da área de intervenção, bem como o desenvolvimento de uma estratégia para sua ligação à cidade, fortalecimento de sua identidade e potencial, proporcionando acessibilidade e permeabilidade física e visual, com uma visão de intervenção urbana integrada. Confira abaixo o resultado geral do concurso e o projeto da equipe brasileira, junto com seu memorial descritivo. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar