Ampliar imagem | Tamanho original
Foco de disputa desde o início dos anos 2000, o terreno adjacente ao Teatro Oficina, no bairro paulistano do Bixiga, voltou a receber atenção da mídia no final do ano passado, quando o CONEPHAAT liberou a construção de altas torres residenciais na gleba de propriedade do Grupo Sílvio Santos, situada na planície de inundação do Córrego do Bexiga.  Em reação a isso, e por ocasião do aniversário de 464 anos da cidade de São Paulo, o escritórios Brasil Arquitetura e Urbeflux Engenharia Consultiva divulgaram uma carta aberta à cidade de São Paulo em que pontuam diretrizes para a "necessária mudança de rumos no tratamento das águas urbanas", com o objetivo de superar o impasse sobre o destino do terreno "em benefício do interesse maior dos seus cidadãos e da cultura brasileira".  Leia, a seguir, a carta na íntegra. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar