Ampliar imagem | Tamanho original
Por mais de 150 anos a Proporção Áurea tem sido um dos maiores princípios de desenho, orientando gerações de arquitetos, designers e artistas. De Le Corbusier à Apple, de Vitruvius a Da Vinci, a proporção supostamente dita quais formas seriam consideradas esteticamente agradáveis. No entanto, matemáticos e designers tornaram-se céticos quanto às aplicações práticas da Proporção Áurea, com Edmund Harriss, do departamento de matemática da Universidade da Arkansas, colocando-a da forma mais simples e direta: "ela certamente não é a fórmula universal por trás da beleza estética". Escrevendo para Fast Co. Design, John Brownlee compara fontes tão diversas como o Departamento de Matemática da Universidade de Stanford até Richard Meier, apresentando o caso do que poderia ser o maior engano da arquitetura. Leia o artigo completo, em inglês, aqui. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar