Ampliar imagem | Tamanho original
Projetar o próprio espaço de trabalho é um desafio pessoal. O equilíbrio no programa de necessidades requer decisões difíceis. Orçamento e criatividade demoram a se encaixar. A falta de estacionamento na região exigia que o térreo fosse todo dedicado a este uso. Os custos de escavação e contenção dificultariam a ideia de executar um subsolo. As árvores da rua com mais de 15mts de altura, foram o principal motivo da elevação do piso a 7mts da cota da calçada. O único pavimento do projeto ficou um pouco abaixo das copas, na altura dos galhos. O uso total do potencial construtivo do lote foi necessário, pela suas dimensões e medidas. Os recuos laterais faziam com que os pilares atrapalhassem a melhor ocupação do estacionamento, então decidimos incliná-los em forma de cavaletes. A ligação entre os níveis foi feita por um pequeno elevador industrial e escadarias cujas paredes de policarbonato translúcido podem ser usadas como galeria de exposição. O contraventamento metálico em x da estrutura serve como apoio para fixação de painéis. Para o hall de entrada trouxemos um pouco de verde da rua. De um lado um jardim vertical com irrigação automatizada com as águas fluviais e cisterna aparente, de outro uma jabuticabeira transplantada já em seu tamanho adulto. A estrutura metálica é modular e foi calculada para ser o mais leve possível sem abrir mão da altura e do balanço de 6mts. A cobertura também é metálica, possui fechamento em telhas termo acústicas e ficam aparentes por dentro, assim como toda a estrutura. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar